Em parte, o surgimento de um novo produto ou serviço é criado por uma demanda, ou seja, uma procura ou uma necessidade do consumidor. Sendo assim, NÓS temos as rédeas nas mãos e podemos dar a direção que quisermos para o consumo, seja em produtos ou em serviços.

Com o crescimento do turismo junto a natureza (o ecoturismo e o turismo de aventura), cresce também o número de hotéis e pousadas nesses destinos privilegiados. O maior receio é de que a falta de planejamento e o turismo de massa (dominado pelas grandes operadoras de turismo), mate a “galinha dos ovos de ouro”, como acontece em destinos mais do que saturados e completamente descaracterizados como Porto Seguro por exemplo, que hoje pode ser resumido em praia, by night e passarela do álcool.

Para mudar cenários como este, o Ministério do Turismo, o Sebrae Nacional e a ONG Instituto de Hospitalidade, criaram o programa BEM RECEBER.

O Bem Receber começou há mais de um ano a partir do Programa de Certificação do Turismo Sustentável (PCTS). A iniciativa vem estimulando o desenvolvimento turístico local e a prática do turismo sustentável, preservando a cultura, o meio ambiente, estimulando a inclusão social e os investimentos econômicos a longo prazo.

Atualmente, o programa envolve mais de 350 empreendimentos de 21 destinos turísticos do País. E para aumentar esse leque, representantes de cerca de 350 empreendimentos são esperados em Canela (RS), para o 1º Encontro Nacional de Turismo Sustentável que acontece no dia 22 de novembro e será realizado no auditório do campus da Universidade de Caxias do Sul (UCS), Rua Rodolfo Schilieper, 222, em Canela.

O evento é direcionado aos empreendedores de turismo e a participação é gratuita. A programação completa e a ficha de inscrição estão disponíveis no site www.bemreceber.org.br.

E NÓS consumidores podemos contribuir para o sucesso desse programa e para a sustentabilidade dos destinos que visitamos. Entre outras ações, podemos nos hospedar em pousadas ou hotéis que fazem parte do Programa Bem Receber.

Confira a lista completa no site www.bemreceber.org.br.

Referência: Agência Sebrae de Notícias