Vivências e dicas de uma família que adora uma viagem ;)!

A sustentabilidade na Adventure Sports Fair 2008

A Adventure nasceu de aventureiros, de gente que já praticava ecoturismo quando isso ainda nem era um “produto” turístico. Dessa forma, o amor e o cuidado com a preservação é sim uma preocupação real, e mesmo a feira tendo um enfoque comercial, essa preocupação não é esquecida.

Desde a sua primeira edição a Adventure Fair apóia e incentiva a presença de entidades não governamentais ambientalistas para que elas apresentem seus projetos, campanhas, sensibilizando o público para os temas relacionados ao meio ambiente.

Desde 2004 a Adventure passou a ter um setor específico para essas ações (Turismo Sustentável e Meio Ambiente), um Fórum (FITS – Fórum Interamericano de Turismo Sustentável) e um programa de gestão (Programa Integrado de Gestão e Sensibilização Ambiental – Adventure Attitude) para tratar a temática socioambiental de forma mais abrangente, mas diretamente focada na atividade turística.

A intenção é tratar a Feira como um destino turístico e demonstrar na prática como é possível gerenciar um evento de grande porte de forma mais sustentável. Além isso, espera-se mostrar ao público que existe no mercado uma diversidade de equipamentos e produtos que auxiliam a adoção de boas práticas para sustentabilidade no dia-a-dia. Cada um pode fazer a diferença!

Setor de Turismo Sustentável e Meio Ambiente

Greenpeace e wwf O setor foi composto para apresentar o trabalho realizado pelos três setores – público, privado e terceiro setor – relacionados ao desenvolvimento do turismo sustentável e a conservação do meio ambiente.

Estavam presentes Ongs como SOS Mata Atlântica, WWF-Brasil, Greenpeace, Ipê, Vitae Civilis, IH, entre outras do Governo Federal e Estadual, do IBAMA, ICMBIO e Sebrae expondo seus programas e iniciativas, o que viabiliza a troca de idéias, informações e experiências, promovendo um importante diálogo entre o governo, expositores, o trade e o público visitante.

Complementam a mostra, empresas fornecedoras de equipamentos e produtos orgânicos, certificados ou ambientalmente amigáveis, oferecendo ao público opções e alternativas para um consumo mais consciente e para a adoção de boas práticas para sustentabilidade.

EcoPousada

Este ano a novidade foi a Eco-Pousada, construída a partir de uma estrutura em bambu, madeira (certificada, reflorestada ou reaproveitada), fibras vegetais (sapé, junco, taboa…) e tintas naturais, tem aproximadamente 75m² e foi o novo atrativo desta área.

No seu interior, um recanto de descanso para os visitantes com som ambiente, redes, almofadas, sofás e pufes, elaborados a partir de materiais naturais ou reciclados. Em outras três áreas estavam expostos os mais diversos produtos ambientalmente amigáveis disponíveis no mercado e atendimento ao publico interessado em financiamentos dos produtos e equipamentos expostos.

O resultado estético foi um rústico sofisticado, e serviu para mostrar que é sim possível construir usando técnicas de BioArquitetura para empreendimentos turísticos ou residências usando sistemas ecoeficientes de água, energia e resíduos.

FITS – Fórum Interamericano de Turismo Sustentável

Em sua quinta edição, a idéia do FITS é difundir a importância da sustentabilidade não só como conceito, mas também como uma prática necessária perante os envolvidos direta e indiretamente com o turismo.

Experiências nacionais e internacionais, apresentadas por renomados palestrantes, ilustraram o Fórum juntamente com depoimentos de empresários do setor que adotaram as boas práticas.

Este ano foram discutidos:

  • soluções arquitetônicas e de design, produtos e equipamentos para a adoção de boas praticas para a sustentabilidade em empreendimentos turísticos, com a apresentação dos expositores da instalação EcoPousada e da exposição Ecodesign e Bioarquitetura: soluções para um mundo em transformação;
  • turismo em unidades de conservação com a participação de diretores de parques nacionais do Brasil e da Argentina, operadores ecoturísticos, concessionários e usuários.

Adventure Attitude

Banners, instalações e mobiliários incentivam o cuidado com o meio ambienteO programa, sucesso em todas as edições, demonstra a viabilidade de realizar um evento gerando baixo impacto ambiental e ainda utilize essa experiência como ferramenta de educação ambiental.

Todos os participantes da feira, expositores, fornecedores e o público visitante, são envolvidos para que conheçam e participem jogando os lixos nas lixeiras corretas e aprendendo um pouco mais, de uma forma lúdica, a importância da coleta seletiva e a importância da proteção e conservação do meio ambiente na prática do turismo de aventura e disponibilizando dicas para um consumo mais sustentável.

Esses princípios não são apenas para o momento em que o público entra na feira. Realizar coleta seletiva de materiais recicláveis ou re-aproveitáveis é prática usada em todas as fases da feira, desde a montagem dos stands, o decorrer da feira e a desmontagem.

Coletores idetificados
Serão dispostos pela Feira mais de 800 coletores (100L) colocados em duplas – recicláveis e lixo/não reciclável identificados com placas de sinalização ilustradas.

Praças de Alimentação
Conjuntos de 5 coletores (200L) diferenciados por cor -papel, plástico, metal, vidro e não recicláveis Conjuntos de 5 coletores (100 L) de papelão, diferenciados por cor -papel, plástico, metal, vidro e não recicláveis

Em todos os estandes:
Lixeirinhas com o logo da campanha, colocadas em duplas – recicláveis e lixo.

Visível para o público:
O conceito de reciclagem e reaproveitamento estava visivel ao público por toda a feira, não só na área de sustentabilidade e também não só em forma de cartazes e banners.

Praças de descanso decoradas com fardos de latas e papeis compactados que serviam de bancos, luminárias fomadas por fundos de garrafas pets, balcões de quiosques com material reaproveitado entre outras peças de decoração, formavam um cenário único que, ao contrário do que muitos imaginam, não tem uma “aparência pobrinha”

Que fique de exemplo para outros eventos que se dizem verdes para ganhar glamour e simpatia, mas na verdade não promovem nada a favor da preservação ou do mínimo impacto.

Similar posts

5 Comments

  1. 13 de setembro de 2008    

    E eu perdi…

    buáááááááá

  2. 13 de setembro de 2008    

    Ah menina!!!! perdeu mesmo!

    Mas tá perdoada 😉

    A Lucia Malla também postou sobre a área da sustentabilidade. Passa por lá pra ver.

    bjokas

  3. claudio samura's Gravatar claudio samura
    15 de setembro de 2008    

    adorei a proposta do evento , realmente eu queria ter participado , eu queria saber as possibilidades de voçês enviarem fotos deste evento. e quando será realizado outro neste mesmo segmento.

  4. 15 de setembro de 2008    

    Oi Claudio,

    O evento todo foi muito legal mesmo.

    A Adventure acontece todos os anos e a data pra 2009 já está marcada. Será de Setembro, lá no pavilhão de exposições da Imigrantes.

    Sobre as fotos, como muita gente está pedindo, vamos subir algumas para o nosso perfil no Flickr, e colocaremos um widget da galeria aqui no blog tbém.

    Abs e esperamos te ver na próxima Adventure 🙂

  5. 15 de setembro de 2008    

    Oi Claudio,

    O evento todo foi muito legal mesmo.

    A Adventure acontece todos os anos e a data pra 2009 já está marcada. Será de 10 a 13 de Setembro, lá no pavilhão de exposições da Imigrantes.

    Sobre as fotos, como muita gente está pedindo, vamos subir algumas para o nosso perfil no Flickr, e colocaremos um widget da galeria aqui no blog tbém.

    Abs e esperamos te ver na próxima Adventure 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *