Vivências e dicas de uma família que adora uma viagem ;)!

Alto nível de palestras aumenta em 25% o público do Conotel 2009

Este post é um Publieditorial.

Aconteceu nos dias 17, 18 e 19, de agosto, no Centro de Convenções Sul América, no Rio de Janeiro a 51º edição do Congresso Nacional de Hotelaria (Conotel).

O congresso reúne todo o trade de hospedagem e este ano discute, entre outras coisas,  a integração da hotelaria na América do Sul.

Infelizmente não pudemos ir mas nosso amigo e parceiro Matheus Paiva esteve por lá e nos conta em detalhes como tudo aconteceu.

:::

O presidente da ABIH – entidade organizadora do congresso –, Álvaro Bezerra de Mello, afirma que o alto nível das palestras e painéis realizados foi o grande atrativo para o evento. A programação centrada no tema “A Conjuntura Internacional e a Hotelaria Brasileira” cumpriu seu papel, trazendo palestrantes internacionais de renome – o que contribuiu para gerar novas ideias à hotelaria nacional, além de aproximar os líderes de diversos países.

O primeiro dia do evento, aliás, foi de grande importância nesse sentido. Líderes do mercado hoteleiro da América Latina se reuniram à frente do público do Conotel 2009 para discutir a integração da hotelaria no Mercosul. Estavam presentes: Guillermo O. Lavallén (AHT – Asociación de Hoteles de La Republica Argentina ), Mauro Magnani Frugoni (Hoteleros de Chile – Asociación Gremial de Hoteleros de Chile) e Ivo Strerath (AIHPY – Asociación Industrial Hotelera del Paraguay).

Conotel 2009Todos estavam de acordo de que é preciso trabalhar de forma conjunta para traçar estratégias para vencer desafios e problemas da região. O trabalho integrado foi altamente recomendado aos hoteleiros que estavam na plateia. “Podemos dizer que avançamos em diversos pontos nas questões relacionadas à integração do setor nos países do Mercosul”, disse o presidente da ABIH.

O grande número de deputados e parlamentares na abertura do evento – como o governador e o prefeito do Rio, Sérgio Cabral e Eduardo Paes – mostrou que a indústria hoteleira ganha cada vez mais representatividade nas decisões políticas do setor. Também se percebe, sobretudo, a relação próxima entre as autoridades políticas e os empresários, beneficiando a todos com projetos transparentes, cujos objetivos estão mais emparelhados com os interesses do setor.

Conotel 2009Nesse mesmo dia, a jornalista de economia Miriam Leitão traçou a perspectiva para o fim do ano. O bom sinal é que a expectativa é de sinais positivos para o Brasil já no quarto semestre deste ano. Mas ela alerta para a necessidade de mudança: “O consumidor exige uma postura diferente das empresas, busca indústrias que se preocupam com a poluição. E é o que elas tem que fazer.”

Conotel 2009No segundo dia, três grandes nomes internacionais marcaram o evento com verdadeiras aulas-magnas. O holandês Ruud J. Reuland (EHL – Ecole Hotelerie Lausanne) explicou a regra dos três “G”da excelência em qualidade: “Grown, Great e Green” – crescer, aperfeiçoar e tornar-se verde.

Conotel 2009Em seguida o público recebeu as dicas inestimáveis do Vice-presidente da Walt Disney para assuntos de segurança, Greg Hale, que contou os segredos de como manter as crises longe de sua empresa, por meio de táticas de administração.

Conotel 2009Já na última palestra do dia, o estrategista do Land of Ideas – projeto de marketing criado para transformar a Alemanha em uma marca durante a Copa de 2006 – Mike De Vries deu dicas de como aproveitar o maior evento do mundo para promover o país. “Um evento como esses é o melhor tipo de catalizador para fixar a marca à alguma imagem”,  comenta. Para completar o assunto em grande categoria, o Psicólogo, Ph.D e co-autor do livro “Marketing de Lugares” ensinou que não existe destino ruim: “o desafio é agregar valor ao local – e isso deve ser feito com estratégias de marketing e muita criatividade.”

Conotel 2009No último dia do evento, a contribuição internacional veio do CEO da H Partners, Fouad Chraibi – que finalizou o Conotel 2009 com chave de ouro falando sobre Grande Luxo em Marrocos. O CEO faz previsões baseadas nos investimentos: se em 2000 Marrocos só tinha um hotel de Grande Luxo, espera-se que o país tenha 18 hoteis nesse setor até 2013.

Similar posts

No Comments Yet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *