Vivências e dicas de uma família que adora uma viagem ;)!

Blogagem Coletiva sobre Consumo Consciente – nas férias!

Fomos convidados pela Sam do Blog A vida como a vida quer, para participar de uma blogagem coletiva sobre consumo consciente e é claro que topamos pois esse assunto é recorrente aqui no Vida de Viajante.

Segundo a Wikipédia, consumo consciente ou consumo responsável, significa adquirir produtos eticamente corretos, ou seja, cuja elaboração não envolva a exploração de seres humanos, animais e não provoque danos ao meio ambiente.

E a relação entre uma viagem de férias e o consumo consciente?

Quando saímos de férias, queremos passear, relaxar, curtir… mas não vamos esquecer que o turismo também pode colaborar para o desmatamento, o consumo desenfreado de água e energia, a exploração do trabalho, a extinção de culturas e tradições nos destinos turísticos e por aí vai… E é justamente ai que entramos nós, os consumidores.

Somos nós que dizemos para onde o mercado deve ir (em todos os setores). Se procurarmos mais pelas empresas que tenham condutas responsáveis, mais empresas vão correr atrás de agir de acordo com o que queremos.

No setor de hotelaria, por exemplo, há uma ONG chamada Instituto de hospitalidade que junto com o Sebrae, tem o Bem Receber, um programa nacional de qualificação e certificação de profissionais e da gestão sustentável para hospedagens. (O assunto é bom e vamos falar mais sobre ele em outro post).

No setor de turismo de aventura, temos o Ministério do Turismo, o Sebrae e a ABETA – Associação Brasileira das Empresas de Turismo de Aventura e Ecoturismo com o Programa Aventura Segura, que prepara agências e operadoras de turismo para a certificação.

Isso significa que você poderá escolher atividades de empresas realmente responsáveis e capacitadas, para que seu filho possa experimentar fazer uma atividade de rapel ou qualquer outra que atividade “perigosa” sem correr riscos desnecessários. (já pensou no valor disso?)

E mais… as empresas que participam do Programa Aventura Segura e estão em busca da certificação, adotam procedimentos de acordo com as normas para a preservação do meio ambiente, cuidando para que a atividade praticada tenha o mínimo impacto possível e que contribua para a sustentabilidade da região, além é claro de saber administrar os riscos da aventura.

Um simples guia/condutor de turismo, por exemplo, para se adequar à norma de certificação, entre outras especializações, deve fazer um curso de imersão que trata exclusivamente dos cuidados ambientais e o porque de cada um deles. Esse esforço deve ser valorizado, você não acha?

E como saber quais empresas são conscientes?

Para nos ajudar a saber como e o que cobrar das empresas que oferecem atividades de aventura, a ABETA, o Ministério do Turismo e o SEBRAE, lançaram no início do mês a “Campanha do Consumo Consciente de Turismo de Aventura

A campanha veiculada na internet, orienta o consumidor para a prática de atividades de aventura com segurança, cuidados especiais para públicos diferenciados – como deficientes físicos, idosos (sim…eles também gostam de aventura) e crianças, além da divulgação dos 10 mandamentos do turista aventureiro consciente, que traz dicas importantes como: “Sempre que tirar os pés do chão esteja de capacete e sempre que entrar na água esteja de colete” e “Aja de acordo com as regras ambientais em sua aventura: não faça fogo, não contamine o rio e ande sempre por trilhas demarcadas. Produza pouco lixo e traga-o de volta.”

Como o Turismo de Aventura é feito na natureza e ela inspira cuidados, temos que ser responsáveis com o uso dos espaços que visitamos. Confira aqui todos os mandamentos.

Como disse a Sam em seu post: “Vamos nos propor a fechar 2008 e começar 2009 mais conscientes dos impactos de nossas escolhas, ciente de que cada pequena ação nossa terá reflexo no todo e que podemos fazer diferença.”

As empresas sérias estão fazendo a sua parte. Vamos fazer a nossa também. Façamos turismo de aventura com as que seguem as normas de segurança e que são responsáveis com o meio ambiente.

Confira algumas dessas empresas em www.aventurasegura.org.br/destinos

Que tal cada um de nós fazer a sua parte?

:::

DÊ SUA DICA E CONCORRA A PRÊMIOS

Até dia 09 de janeiro de 2009, deixe um comentário respondendo: “Nestas férias, como você contribuirá para o consumo consciente ou como vai praticar turismo de forma responsável?”

No dia 10 de Janeiro de 2009, um representante da ABETA vai escolher 3 respostas que serão premiadas assim:

IMPORTANTE: A ABETA informou que por causa do recesso de final de ano, o resultado do concurso será divulgado dia 14 de janeiro. Mas a data final para comentar continua sendo dia 09 de janeiro.

(informação de 09 de janeiro as 17h15)

1º lugar – Kit Aventura Segura + 01 assinatura anual e camiseta Revista Aventura & Ação + 01 Mochila Deuter + 01 Toalha Dry Lite Sea to Summit + 01 Dry sack 8 litros + 01 Jaqueta de Neoprene Truzz + 01 Rede Adventure Kampa
2º lugar – Kit Aventura Segura + 01 assinatura anual da Revista Aventura & Ação
3º lugar – Kit Aventura Segura

Visite alguns links que podem servir de inspiração, assista a vinheta abaixo e participe 🙂

[youtube]http://br.youtube.com/watch?v=pJHBzGip6fQ&feature=channel_page[/youtube]

:::

Saiba mais sobre os prêmios e as empresas que oferecem:

Kit Aventura Segura (TAG em PVC com mosquetão para pendurar na mochila, cartilhas com dicas de segurança, destinos e empresas, squeeze, folhetos, bloco de anotações, caneta, mochila e sacola ecológica). Promovido por Programa Aventura Segura (www.aventurasegura.org.br).

Jaqueta MC Icon 0,5 mm de neoprene manga curta, ideal para quem pratica atividades de aventura no mar, rio ou cachoeira, proporcionando liberdade nos movimentos e leveza, além de proteger a pele de temperaturas quentes, mornas e semi-frias. Promovido por Truzz (www.truzz.com.br).

Mochila Deuter Hydro Lite 2.0; Toalha Dry Lite Sea to Summit; e Dry sack 8 litros Sea to Summit. Itens promovidos por Proativa / Adventure Zone (www.adventurezone.com.br).

Assinatura anual e camiseta Revista Aventura & Ação. Promovido por Aventura & Ação / Air Press Editora (www.aventuraeacao.com.br).

Rede Adventure Kampa: pesa apenas 410 g e suporta até 150 kg, toda confeccionada em tecido respirável. Promovido por Kampa Equipamentos (www.kampa.com.br).

:::

O programa Aventura Segura é executado pela ABETA, em parceria com o Sebrae e MTUR

Similar posts

53 Comments

  1. Tony Provesano's Gravatar Tony Provesano
    19 de dezembro de 2008    

    Sou condutor autonomo, estou em processo final de legalização da Trilhas e Montanhas Assessoria e Segurança Vertical, uma escola do montanhsimo e escalada. Participei ativamente de todas as ações do Programa aventura segura no destino Florianópolis, faço parte do GVBS-SC e sou um de seus maiores articuladores. Com a finalidade de divulgar a campanha para o consumo consciente do turismo de aventura, fiz uma solicitação a ABETA para me encaminhar o material da campanha, com a finalidade de divulga-la em todas as palestras que ministro, cursos e saídas que realizo. Além disto com a finalidade de seguir cada um dos mandamentos da campanha, fiz uma solicitação, a qual fui atendido, a Eco Trip, para desenvolver uma proposta de seguro para que eu possa estar oferecendo aos clientes até a legalização da minha empresa, que deve ocorrer no inicio deste ano, incentivado pela campanha. Implementei o SGS em acordo com a NBR 15331 e sigo todas a normas referentes a todas as atividades que desenvolvo.Além disto já divulgo o programa desde seu inicio em Santa Catarina, participei da primeira reunião e do primeiro congresso técnico ocorrido em Florianópolis.

  2. Karina Soares dos Santos's Gravatar Karina Soares dos Santos
    20 de dezembro de 2008    

    São tantas as maneiras de diminuir dos impactos que o turismo causa, só basta querer… Mas vou falar algumas. Jamais devemos levar uma “lembrança” da floresta, por exemplo, que estamos visitando. Já pensou se todos os turistas que chegarem ali tirarem uma folhinha de uma árvore, logo teremos muitos problemas. Outra coisa que não irei fazer nessas férias é sujar o lucal que estou conhecendo, se eu encontrei ele limpo, é assim que tenho que deixá-lo antes de ir embora. Sempre usando todos os equipamentos necessários para que a nossa Aventura seja a mas segura possível, e curtindo muito a natureza e as paisagens maravilhosas que ela nos oferece. Cuidem da natureza, pois ela é nosso futuro!

  3. 21 de dezembro de 2008    

    Nessas férias, vou aproveitar meu tempo mais ou menos como no período de “não-férias”: evitando que esses nomes que nos dão para nossas vidas (rotina, férias, trabalho, lazer, turismo) definam como eu devo fazer a minha própria vida.

    Isso inclui consumo. Consumir não é, forma alguma, a única maneira de produzirmos nossa vida. Não, nossa escolha não está simplesmente em optar por tal ou tal empresa, para comprarmos produtos e serviços. Nem que esse produto sejam as “férias”, essa estranha promessa de descanso depois de meses, a fio, de hipersaturação de esforços que obrigamos nossos corpos durante meses seguidos. Quem foi mesmo que disse que, quando não trabalhamos, o que nos resta é — consumir?

    Pois bem, consumo consciente passa também por aí. Comprar pacotes, kits, planos prontos: são essas as opções? Será que não existem, inclusive, outras tantas, infinitas, possíveis? COmo você quer passar seu tempo de férias? Fazendo coisas novas, talvez? Criando atividades, maneiras de fazer sua vida? EXPERIMENTANDO?

    Crie suas escolhas. “Seja você mesmo” não significa comprar o tênis que queria, o pacote turístico que queria, o cigarro que queria. Ser você mesmo é fazer e criar coisas que, muitas vezes, não têm nome. Que não sabemos muito bem se são certas ou erradas. Que temos vontade e vergonha de desejar, porque não sabemos o que os outros vão pensar. Porque não são categorias, nem produtos, nem coisas prontas. São subjetividades.

    Pensem nisso, pois isso está basicamente certo. E dêem uma lida, se quiserem, no manifesto cluetrain (cuja mais importante tese segue abaixo, dirigida às empresas):

    “nós não somos público-alvo ou usuários finais ou consumidores. somos seres humanos. e nosso alcance vai além da sua compreensão. encare isso.”

    http://wwww.cluetrain.com

  4. 22 de dezembro de 2008    

    Nestas férias irei para um lugar regional, até porque minha região possui vários destinos desde a CHAPADA DO ARARIPE (que faz parte da FLONA – Floresta Nacional do Araripe – 1ª reserva florestal do Brasil criada em 1946)até os próprios balneários, aonde por eles desce águas cristálinas diretemente de fontes do topo da Chapada. E para melhorar isso e mais um pouco, tudo será feito de forma responsével e cosnciente, respeitando a vida, tanto humana, como vegetal e animal. Além de dessa forma estar fazendo minha parte que é mostrar que para se divertir não precisa destruir.

  5. Luís Cândido Itu-SP's Gravatar Luís Cândido Itu-SP
    22 de dezembro de 2008    

    Nestas férias vou colaborar com o consumo consciente no turismo utilizando as experiências e conteúdos aprendidos nos cursos de Competencias Minimas do Condutor de Turismo de Aventura e Sistemas de gestão de Segurança e seguindo as normas ABNT NBR 15509-1 que foi elaborada no Comitê Brasileiro de Turismo (ABNT/CB-54), pela Comissão de Estudo de Cicloturismo, Turismo com Atividades de Caminhada e Turismo Eqüestre (CE-54:003.10.
    Para assim oferecer aos meus clientes um serviço consciente, com segurança, tranquilidade, proporcionando o máximo de prazer e aproveitamento da atividade.
    Pois turismo é sinonimo de prazer e não dor de cabeça.

  6. 23 de dezembro de 2008    

    Ao subir a Serra peço licença e proteção para desfrutar da paz e do conforto que a natureza me oferece. Respeito a água, as plantas e os bichos, orientando a quem guio como se comportar, assim como, a forma e o local exato para urinar e defecar. Enterrando o lixo orgânico longe do acampamento e trazendo de volta todo o lixo seco. Lavando pratos e panelas longe do leito do rio. Utilizando fogo com responsabilidade. Velas só na lata, não permitindo resíduos de cera na rocha. Não retirando árvores ou galhos secos que fazem parte do cenário dos leitos dos rios. Quem respeita as serpentes respeita todos animais silvestres!

    Marcos Porchat Cauduro, condutor de caminhadas de longo curso do Parque Nacional Chapada Diamantina.

  7. 23 de dezembro de 2008    

    Que tal nos preocuparmos com o viver consciente?

    Que tal nos preocuparmos em ensinar nossos filhos a nao desperdiçar água, energia, comida?

    Que tal evitarmos andar de carro e andar mais a pé?

    O consumo consciente deve prensente estar em nosso modo de viver. Assim, quando sairmos para viajar vamos levar exemplos de conduta para onde for, seja com pequenos gestos como catar um lixo de um lugar paradisíaco, seja através de uma açao maior como fazer um dia do lixo comunitário.

    Cada cidadao do mundo tem o dever de lutar por um mundo mais limpo e pela preservaçao das florestas e recursos naturais ainda existentes pois estes estao ficando sufocados com a ganância do homem.

    Deixo aqui meu protesto! Boas Festas a todos e com Consumo Consciente! Um abraço, Carol – Pantanal do Miranda – MS – Fazenda San Francisco

  8. 23 de dezembro de 2008    

    Seja a onde for a aventura…, deixe de lado a magoa, o stress, o sedentárismo. Plante a harmonia e perseverança junto ao meio em que convivemos, levando somente a alegria e o viver.
    Deixando somente passos e a certeza de estar levando a visão do prazer e do saber. Afinal, “ninguém jamais verá o que meus olhos viram”.
    Turismo é responsabilidade com sustentabilidade, pratique-o da melhor forma em forma.

  9. 24 de dezembro de 2008    

    Todos nós temos o poder de escolha, podemos escolhar os nossos comportamentos e ações cotidianas, e nossa vida é principalmente formada pelos resultados dos mesmos. O turista escolhe o destino que vai visitar, os passeios que vai fazer, sua forma de hospedagem. A indústria do turismo existe para o turista. Assim, se o turista passa a ser mais criterioso em suas escolhas, os serviços oferecidos a ele terão que se adaptar.

    A melhor forma de contribuir para o consumo consciente e o turismo responsável nas férias é justamente privilegiar contratar os serviços e os passeios das empresas certificadas pelo programa Bem receber e pelo Programa Aventura Segura da ABETA, pois privilegiando estas empresas, você está reconhecendo a adoção de ações visando a sustentabilidade do destino turístico e a segurança do visitante. E assim também as outras empresas que ainda não participam do programa, serão incentivadas a participarem, pois perceberão os benefícios gerados.

    Agora se o destino escolhido não possui empresas certificadas, então você pode contribuir através da adoção de posturas de turismo de mínimo impacto e de consumo consciente, exemplo:
    1 – não leve lembranças naturais para casa: pedras, conchas,e etc;
    2 – não jogue o lixo no lugar errado, principalmente na natureza;
    3 – de preferência ao artesanato de origem local;
    4 – de preferência aos restaurantes locais do que as cadeias nacionais, como Mac Donald’s;
    5 – de preferência aos pequenos supermercados e mercearias do que as cadeias nacionais;
    6 – só use o carro se necessário;
    7 – procure se informar se a cidade visitada possui algum programa ambiental local com o qual você pode colaborar (exemplo o programa Plante Bonito de Bonito – MS, você colabroa com 8,00 reais e uma muda de árvore nativa é plantada nas matas ciliares da região).

    Boas férias a todo! Divulguem o consumo consciente! Pois a melhor forma de mudar o mundo não depende de políticos ou de grandes instituições, mas sim de todos nós, cada um fazendo a sua parte!

  10. Henrique's Gravatar Henrique
    29 de dezembro de 2008    

    Não estarei em férias, mas estarei em alerta para orientar os turistas, dar informações e ajudar quando necessário e sempre indicar a melhor maneira de se preservar minha cidade, afinal é aqui que eu passei minha vida toda e onde pretendo deixar meus filhos e netos vivendo de maneira saudável, com a mesma consciência que tive.

  11. 5 de janeiro de 2009    

    Poxa… nem sabia da existências dessas certificações todas! Que loucura!
    Bom, pra mim, turismo de aventura consciente não inclui somente uma boa empresa de guia. Inclui consumir localmente, conhecer as pessoas da cidade, as prestadoras de serviço, as pessoas que fazer artesanato.
    Fazer comércio justo, com pessoas que conhecem e respeitam o ambiente onde vivem é minha dica.
    Há que se tomar cuidado e não achar que só porque é um artesão que a pessoa respeita o ambiente. Tem muito artesão por aí que deixa seu rastro, que não respeita o ambiente e que explora os turistas. Mas há também gente muito fina, preocupada de verdade com o meio ambiente e que faz comércio justo. Esse cara é o que eu gosto de encontrar e de quem eu gosto de comprar produtos locais.

  12. 6 de janeiro de 2009    

    Comprando e assistindo muito filme em Blu-Ray, que é menos prejudicial ao meio ambiente.

  13. Maria Paulla's Gravatar Maria Paulla
    6 de janeiro de 2009    

    Nestas férias eu irei praticar a conjugação dos “R’s” (e não vou errar!): Repensar (se preciso comprar), Reduzir (as quantidades necessárias), Reusar (antes de jogar fora), Reciclar (para gerar menos lixo), e Respeitar (o meio-ambiente). Assim, eu REAJIREI!

  14. Aline Dulce's Gravatar Aline Dulce
    6 de janeiro de 2009    

    “Nestas férias, como você contribuirá para o consumo consciente ou como vai praticar turismo de forma responsável?

    Não deixe o seu lixo nas praias ou na mata,seja onde for,
    não polua,não destrua,separe lixo orgânico do reciclável,
    cuide d mãe natureza,mostre que por ela também é responsável…

  15. clésio reichelm's Gravatar clésio reichelm
    6 de janeiro de 2009    

    Use o carro só se for mesmo necessário,vá na rua do Artesanato e compra um presente,quem sabe um belo incensário?
    Nâo compre excessos de coisas,principalmente aquelas cheias de embalagens de plástico,e se por acaso comprar ,nada de na Natureza jogar!

    sem erro…

  16. Graziele Tamara's Gravatar Graziele Tamara
    6 de janeiro de 2009    

    Nessas férias vou para o campo, conhecer um pouco mais a natureza e fazer um trabalho de Educação Ambiental no Sertão Nordestino, com crianças e adultos.
    Utilizando brincadeiras e gincanas, vou ensiná-los a conviver com o meio ambiente da melhor maneira possível, orientando a reciclar o lixo das melhores formas possíveis.

  17. elton's Gravatar elton
    6 de janeiro de 2009    

    Muitos são os companheiros de viagem,mulher,filhos e animais de estimção,mas este ano vamos incorporar uma sacola biodegrável como uma pet amiga para nos ajudar a não poluir o ambiente.

  18. GLICIA MARLY FORNAZIER's Gravatar GLICIA MARLY FORNAZIER
    6 de janeiro de 2009    

    Olá! Sou professora de Geografia e Filosofia e trabalho Educação Ambiental com meus alunos, principalmente focando a Filosofia chamdo-os àResponsabilidade Espiritual para com o Planeta, uma forma de refletir o Santuário Terra onde pisamos, exploramos, moramos, eligamos pouco às consequencias desastrosas de atos vandalos. Felizmente conseguimos alcançar resultados positivos pois os alunos comentam que conversam em casa sobre os nossos debates, o qe tem provocado algumas mudanças de atitude em suas famílias.
    Acreditam que são peça fundamental, pois a educação é o caminho para se chegar onde queremos: um Planeta, de fato, Santuário.
    Vamos somar e multiplicar esforços para mudar o quadro: hoje são 20% da população os conscientes sobre a preservação do Planeta e 80% parece não acreditar nas respostas que a Natureza tem dado.

    • Wellington Monteiro's Gravatar Wellington Monteiro
      17 de fevereiro de 2011    

      Olá Glicia, seu comentário merece recomendações. Entretanto, meu interesse maior e saber de sua vida. Se voce é a Glicia que conheci em Cachoeiro de Itapemirim, nos idos nos anos 60.

  19. Paula's Gravatar Paula
    7 de janeiro de 2009    

    ““Nestas férias, como você contribuirá para o consumo consciente ou como vai praticar turismo de forma responsável?”

    Como estudante, vê-se o tanto de impacto que a atividade provoca não somente no meio ambiente, mas na esfera de todas as atividades ligadas direta e indiretamente com o turismo. É impossível deixar que elas aconteçam mais podemos minimizar os impactos negativos e, visando a sustentabilidade, maximizar os positivos.
    Como visitante, é sempre bom consultar pessoas que já foram ao destino que vocÊ almeja para conhecer um pouco do local e das regras da comunidade, seus custumes, os patrimônios, para que não promover a aculturação e a modificação da raíz cultural local, bem como o uso de um guia para tanto. Pois a comunidade local é a que deve ter, como volta da atividade do turismo, o maior benefício que ela produz, e não as empresas particulares como acontecem em muitos lugares.
    As pessoas devem procurar sempre conversar e interagir com a comunidade para ver se realmente o turismo está ali beneficiando-as ou se só está trazendo dor-de-cabeça e perda de costumes.
    É bom lembrar também que na atividade em contato direto com o meio ambiente nunca devemos retirar nada do local, nem tocar em nada, e sempre respeitar a floresta e fazer silêncio, acho um absurdo algumas pessoas fazerem caminhas em trilhas e conversarem como se tivessem dentro de um shopping, alterando todo um habitat dos seres que vivem na região.
    Finalmente,deve-se mostrar aos turistas como realizar o turismo responsável, realizando um trabalho de conscientização da população, em primeiro lugar com os profissionais envolvidos na atividade e com a comunidade local, pois é sendo os exemplos que as coisas vão acontecendo e evoluíndo.
    Não custa nada realizar o turismo de uma forma consciente e visando a sustentabilidade, para que, futuramente, as paisagens continuem parecidas com as que vemos hoje, ou até melhor, pois eu acredito que o turismo ainda pode mudar o mundo!

  20. Gilce Ganzert's Gravatar Gilce Ganzert
    7 de janeiro de 2009    

    Sempre que conheço um lugar novo, eu penso que é como o interior da minha casa e que a vegetação e as pessoas da região são minha família… Quero tudo limpo organizado e em seu devido lugar, todos vivendo em harmonia, com respeito, cordialidade e simpatia. Economizo água, luz e não desperdiço comida, para tudo andar nos eixos de forma divertida. E atividade física com segurança é a nossa garantia de futuro, é a nossa esperança!

  21. Américo Gagliardi's Gravatar Américo Gagliardi
    7 de janeiro de 2009    

    Consumo consciente tem que ser planejado, ainda mais se for curtir uma boa viagem sozinho ou acompanhado.
    Verifique para onde irás, veja as condições do clima, estrada e toda a logistica necessária para realizar sua atividade de forma segura e prazerosa.
    Compre apenas o necessário para seu consumo e de sua equipe, se por acaso for junto. Dimensione corretamente o que irás consumir, desde alimentos e bebidas até equipamento de segurança e primeiro socorro para alguma eventualidade. Há, não esqueça de um saco para seu lixo. Afinal a natureza agradece seu atitude e comportamento responsável.
    Antes de sair informe alguma pessoa de sua confiança para onde será seu destino, quanto tempo ficará fora, onde ficará instalado, quais os contatos disponiveis em caso de alguma emergência, se irá com alguma pessoa ou grupo, se há um guia para sua atividade e quando pretende retornar.
    Se for de carro, não esqueça de fazer um breve check-up básico dele, tal como, pneus, freios, óleo, água, tanque cheio e se ele está com os documentos em ordem também. Não querira estragar a viagem tão planejada por causa de um IPVA não pago ou um extintor com prazo de validade vencido.
    E por final não esqueça de uma boa musica de fundo, uma trilha sonora adequada ao seu pique e sua “vibe”.
    Boa viagem curtindo seus amigos, seu destino e toda a natureza tão rica e bela que o cerca.

  22. Renata V. Souza Machado's Gravatar Renata V. Souza Machado
    7 de janeiro de 2009    

    Nessas férias, vou cuidar da minha vida e da vida dos outros! Da vida dos rios, dos peixes, das árvores, dos animais…
    Ficar de olhos abertos a tudo e denunciar os abusos!

  23. Adílson Spagiari's Gravatar Adílson Spagiari
    7 de janeiro de 2009    

    “Turismo é Encanto! Seja nas Férias ou em qualquer dia do ano, devemos tratar todo ser vivo com Respeito, e assim, seremos respeitado! Mas não devemos nos esquecer de que o patrimônio natural e histórico também merece respeito e deve ser preservado!!!”

  24. rosalice fleury's Gravatar rosalice fleury
    7 de janeiro de 2009    

    Não deixar nada aonde for nem trazer nada de lá….Caminhar mais para ajudar a evitar o aquecimento global,usar menos água,e usar o mínimo de energia elétrica…Menos lixo e desperdicio…E ajudar a todos que encontarar a entenderem e praticar o mesmo…

  25. 7 de janeiro de 2009    

    Saber como consumir com responsabilidade, é preciso considerar com admiração a NATUREZA. Ter consciência que nós só “tiramos” e não “repomos” nada que ela nos proporciona.
    Agradecer e respeitar.

    FILHOS DA TERRA, CUIDEM MAIS DE SUA MÃE NATUREZA…

  26. 8 de janeiro de 2009    

    A natureza é naturalmente bela e é deste Natural real que precisamos. Eis o que faço.http://br.youtube.com/watch?v=tnbuivdvlVA

  27. Daniel Cotrim's Gravatar Daniel Cotrim
    8 de janeiro de 2009    

    Já que toda forma de turismo gera impacto ambiental, o respeito pelo meio que visitamos é demonstrado pelo cuidado que temos com a natureza e habitantes locais. Respeito e humildade, acima de tudo. “Terra alheia, pisa no chão devagar.”

  28. Bea's Gravatar Bea
    8 de janeiro de 2009    

    Consumo consciente sempre e não só nas férias, vivemos em um país belíssimo, com um povo encantador mas que já sente o peso da mudança do Planeta e da vida humana.
    Nós somos responsáveis pelo que fazemos a Terra, alguns poucos cuidam com respeitam outros usam reusam, treusam ….
    O espaço é utilizado por nós, se cuidarmos será conservado para outras gerações e que direito temos a não permitir que isto ocorra ??
    Vivemos em tempo de crises: emocionais, econômicas …muitos ficaram em suas cidades, devem aproveitar para conhecer lugares que não tiveram oportunidade de conhecer.
    São Paulo é um pedacinho do mundo, aqui temos de tudo, mas é considerada uma cidade orfã, pois todos a consomem irresponsavelmente, usam usam e abusam, jogam lixo nas ruas, estragam as árvores, não se importam com as calçadas, dirigem feito loucos, destroem os parques municipais, desrespeitam normas…
    Ouvimos muito: não gosto daqui, é uma cidade feia, prefiro a minha cidade…
    Quantos são os paulistanos que realmente cuidam de sua cidade ou de sua morada ?
    Por que não fazer um roteiro: “A São Paulo que eu não conheço”
    A cidade está pedindo ajuda a tempos.
    Se é consciência, vai junto com a gente em todos para todos os cantos portanto não se aplica somente fora de casa.
    Se não for junto, somente é informação.
    Ter consciência dá trabalho, è sofrido, precisamos de amigos, e é sempre bom saber que tem mais pessoas que querem uma Terra mais inteira, feliz.

    Saudações

    Bea

  29. Marlene Araújo's Gravatar Marlene Araújo
    8 de janeiro de 2009    

    Trabalho com turismo receptivo em Brotas há aproximadamente quinze anos. O consumidor dos produtos e serviços oferecidos modificou-se, no decorrer desse tempo. A cidade se adaptando ao novo perfil a cada temporada. Houve adequação de linguagem, estrutura, profissionalização, inovação e segurança; para continuar fazendo o que mais sabemos fazer de uma forma mágica, realizar o sonho de aventura de quem nos procura. Resumindo: O consumo consciente é seu. A qualidade e a segurança são por nossa conta!

  30. Tânia Regina Schubert's Gravatar Tânia Regina Schubert
    8 de janeiro de 2009    

    O consumo consciente já começa em casa e acaba refletindo no lugar onde você deseja passar as férias. O respeito por todos os seres vivos já é um bom começo, não degradando o habitat dos animais e nem consumindo os produtos descartáveis que aumentam a quantidade de lixo. Uma boa dica é tomar muita água, água de coco, sucos e picoles de frutas feitos em casa e comer muitos vegetais. Faz bem para o bolso e para a saúde, além de não produzir resíduos no meio ambiente. A praia já não é um lugar saudável no verão, devido ao excesso de pessoas. Sugiro um bom passeio em um hotel fazenda ou sítio de algum parente ou amigo. Sai bem mais barato e é uma opção diferente daquilo que estamos acostumados.

  31. bruno cesar ferreira peixoto's Gravatar bruno cesar ferreira peixoto
    8 de janeiro de 2009    

    Consumo conciente, deveria ser matéria dada em escolas, mas como as escolas publicas não são boas, pois materias importantes que tinhamos antes hoje não existe mais como EMC ou OSPB, pois concientizando as pessoas destes pequenas é muito mais facil do que tentar fazer coincentiozar depois de grande.Esta educação de concientização deveria vir era de pequeno.

  32. Alessandra dos Santos Marques's Gravatar Alessandra dos Santos Marques
    8 de janeiro de 2009    

    Fui educada sem excessos, procuro ter o essencial e assim sigo feliz. Antes de comprar, pergunto-me: preciso mesmo disso? E, consciente, ouço o coração. A vida é mais tranqüila quando desejamos menos bens materiais e prezamos respeito e ternura. Viver em harmonia e consumir com responsabilidade fazem grande diferença. Reciclo idéias, reflito atitudes, revejo velhos conceitos, reconheço impactos negativos e lembro-me: o planeta não é descartável, nós pertencemos a ele.

  33. Flavia Andreazza's Gravatar Flavia Andreazza
    8 de janeiro de 2009    

    Dicas
    Use Citronela que é natural como repelente.
    Coloque uma pulseirinha com nome/telefone nas crianças.
    Largue o carro em casa e faça uma caminhada, niguém perdeu as pernas caminhando e ainda ajuda na ciruclação.
    Troque o ar condicionado pelo ventilador.
    Quando entrar no mar respeite a indicação da bandeira, pois pessoas especializadas não colocaram ela ali só apra enfete.
    Evite entrar em lagoas/rios…águas paradas, elas são muito traiçoeiras,se não houver nenhum sinalização de segurança.
    E a última que é muito esquecida no verão: se beber não dirija!!!

  34. Helane Sousa's Gravatar Helane Sousa
    8 de janeiro de 2009    

    Participar de um trabalho voluntário a respeito do assunto com crianças e jovens, pois são eles que carregarão o futuro de nosso país, de nossas riquezas. Uma educação ambiental construída na base, com certeza é muito dificil de derrubar.

  35. Adelaide's Gravatar Adelaide
    8 de janeiro de 2009    

    Quando estamos de férias, queremos viajar, passear, conhe cer novos lugares, mas tudo isso deve ser feito respeitan do a lei da natureza,conservando o local onde se visita, levando consigo somente objetos de artes vendidos pela co munidade, ou fotos que recordem o local. Ser viajante consciente é descobrir que se pode conhecer muito, sem agredir o meio conhecido e aprender bastante com a comunidade visitada,voltar das férias purificado e mais consciente!

  36. Thiago Fernando Alessi's Gravatar Thiago Fernando Alessi
    9 de janeiro de 2009    

    Nestas férias deixarei a minha contribuição com a prática do consumo consciente, algo de tão importância que devemos passar e estimular para que as próximas gerações ainda tenham um planeta saudável e agradável para viver. Através destes pequenos gestos criamos um equilíbrio, onde fazemos uma contribuição solidária para garantir a vida do planeta sem deixar de lado a satisfação pessoal.

  37. Julio Cesar Hansel's Gravatar Julio Cesar Hansel
    9 de janeiro de 2009    

    Não precisa ser estudioso nem formado,basta saber que quando fomos fazer uma viagem divertida e descontraida,fazer isto sem desrespeitar o bem maior que é natureza,fazendo reciclagem do lixo e não jogando em rios ou em terrenos baldios como vem acontecendo em muitas areas,educação vem de casa e respeitar o meio ambiente é um de todos.

  38. angélica moreira da silva's Gravatar angélica moreira da silva
    9 de janeiro de 2009    

    Turismo consciente é garantia de diversão para sempre! Portanto a cada dia que passo tento reduzir as “lembranças” das férias aquelas que ficam no coração e digitais: só imprimo fotos realmente necessárias, devolvo mapinhas e folhetos em museus e parques, carrego minha própria garrafinha de água, e não me seduzo a tentação de depredar a natureza para ter uma lembrançinha, pois isto ao longo do tempo causa um grande estrago.

  39. Rosi's Gravatar Rosi
    9 de janeiro de 2009    

    O consumo consciente deve ser uma prática diária, mas nas férias é mais comum as pessoas relaxarem e cometerem alguns deslizes. É um erro. Nesta época devemos redobrar nossos cuidados. Economizar energia elétrica e água potável, deixar o carro em casa para evitar congestionar ainda mais o trânsito…
    Eu vou jogar a mochila nas costas e colocar (literalmente) o pé na estrada, levar somente o necessário , tirar apenas fotos, deixar apenas pegadas…

  40. Heloiza de Morais Goulart Manini's Gravatar Heloiza de Morais Goulart Manini
    9 de janeiro de 2009    

    Moçada, o mangue deve ser preservado…
    Jogar lixo nele… Não se faz!!!Sejamos conscientes que praias e locais públicos devem ser conservados para todos…
    VOCÊ DEVE RESPEITAR O PLANETA COMO RESPEITA SUA CASA!!!

  41. Aurelino Santos's Gravatar Aurelino Santos
    9 de janeiro de 2009    

    Não terei férias agora! Comecei a trabalhar em 05/01/09 e mesmo assim tenho algumas dicas. Enquanto minhas férias não chegam, vou treinar dentro do ambiente de trabalho. Quando eu for lanchar(existe no meu trabalho uma praça de alimentação) vou retirar eu mesmo os resíduos do meu lanche de cima da mesa. Não vou esperar que o pessoal da limpeza faça o serviço! Assim, quando estiver em viagem já estarei acostumado(na aventura não tem pessoal da limpeza, não é mesmo?). Onde trabalho, existem pessoas que teimam em levar guloseimas para dentro do salão e consumi-las apesar de terem sido orientadas a não fazê-lo já que o ambiente não é apropriado pois trata-se de uma central de telemarketing e “ninguém merece” ouvir seu interlocutor do outro lado da linha com a boca cheia falando de forma equivocada. Portanto, quando assim fazem deixam as embalagens do que foi consumido, na PA (posição de atendimento) proporcionando dessa forma um ambiente nada agradável para si e também para os que chegam para trabalhar no turno seguinte.

    Acredito que com este breve comentário, já deu pra identificar o meu perfil de consumidor consciente e o meu grau de praticante de turismo responsável. Na década de 80 eu acampei bastante (acampamento selvagem sempre!)e deixávamos o ambiente onde estivemos de uma maneira que pudéssemos avaliar qual tipo de pessoas frequentavam aquele espaço. No caso de voltarmos após determinado período e constatássemos que o local estava degradado já saberíamos como proceder em relação aos demais visitantes, orientando como deveriam se portar em relação ao meio ambiente para que pudéssemos todos desfrutar por um pouco mais de tempo daquele lugar aprazível. É isso aí, pessoal! Como é no trabalho de vocês? Lá também se faz turismo? Basta ir ao refeitório, visitar alguns setores diferentes do seu e verificar se o que se faz durante as férias pode ser aplicado nesse ambiente que abandonamos por apenas 1 mês ao ano. Cordialmente,

    Aurelino Santos (Reciclador Master/Artesão)RJ

  42. Giovanni's Gravatar Giovanni
    9 de janeiro de 2009    

    Contribuir para o consumo consciente ou praticar o turismo responsável é criar, sempre, as condições para a sobrevivência futura.

  43. Marina Oliva's Gravatar Marina Oliva
    9 de janeiro de 2009    

    “Não posso respirar, não posso mais nadar
    A terra está morrendo, não dá mais pra plantar
    Se planta não nasce se nasce não dá
    Até pinga da boa é difícil de encontrar
    Cadê a flor que estava aqui?
    Poluição comeu.
    E o peixe que é do mar?
    Poluição comeu
    E o verde onde que está ?
    Poluição comeu
    Nem o Chico Mendes sobreviveu” Luiz Gonzaga.

    Para ser um turista consciente e praticar o turismo de forma responsável, evitando acidentes e o que a triste música acima relata, é preciso:

    Valorizar e respeitar os recursos naturais e a natureza;
    Valorizar e respeitar a cultura local;
    Ter sempre no bolso a cartilha dos 10 mandamentos do turista de aventura consciente.

    Que isso não valha apenas nas férias, mas sempre que praticar uma atividade turística.

  44. Angelita Hanauer's Gravatar Angelita Hanauer
    9 de janeiro de 2009    

    “Nestas férias, como você contribuirá para o consumo consciente ou como vai praticar turismo de forma responsável?

    Dica: vou levar minha caneca (de inox para não ter perigo de quebrar) na minha mochila. Já tenho como prática sempre levar minha caneca para uso no trabalho, no restaurante, etc, e nas férias farei o mesmo. Assim, posso tomar sucos, água, café sempre usando a minha própria caneca evitando o uso de copos descartáveis. Essa é uma idéia simples que todos podem adotar!

  45. 9 de janeiro de 2009    

    Recolher lixo da praia durante as caminhadas,trazer de volta para cas o que é descartável e qdo chegar colocar para reciclar,usar o mínimo possível de produtos descartáveis(garrafinhas de água mineral,principalmente),é assim que minha família e eu aproveitamos a paradisíaca praia de Itacimirim,BA neste verão!

  46. Aline Arantes Monteiro's Gravatar Aline Arantes Monteiro
    9 de janeiro de 2009    

    Nestas férias sabe o que eu irei fazer com a natureza?
    MATAR, EXTRAIR, DEPOSITAR E ROUBAR.

    MATAR apenas o meu tempo em um extraordinário lugar.
    EXTRAIR apenas lindas filmagens e fotografias.
    DEPOSITAR apenas minhas pegadas.
    E por fim, ROUBAR apenas o carinho e a amizade da população local.

  47. Nilda Neves's Gravatar Nilda Neves
    9 de janeiro de 2009    

    Vou tirar férias da minha responsabilidade profissional, mas nunca da responsabilidade ambiental. Quero encontrar na Natureza descanso e aventura sem esquecer dos direitos da minha geração futura, pois o Meio Ambiente ao homem murmura “_Socorro!! Não vê que sua ação me transfigura?
    Por onde eu passar quero consumir apenas o puro ar, não quero deixar marcas em nenhum lugar, mas quero na lembrança levar as belezas de lá, com a consciência de quem aproveitou muito, mas ajudou a preservar!

  48. 10 de janeiro de 2009    

    CONCURSO ENCERRADO!!
    ********************

    Galera!!! tks pela participação de todos.

    Agora é só aguardar o resultado que será divulgado dia 14 de janeiro!

    Boa sorte e obrigado por tantas dicas boas.

    PS – Quem quiser compartilhar sua dica, fique a vontade. Publicaremos aqui a partir do dia 15 de janeiro.

  49. Aline Arantes's Gravatar Aline Arantes
    15 de janeiro de 2009    

    Cadê o resultado???

  50. Graziele Tamara's Gravatar Graziele Tamara
    18 de janeiro de 2009    

    Cadê o resultado? Não ia ser divulgado dia 14/01?

  51. Aurelino Santos's Gravatar Aurelino Santos
    18 de janeiro de 2009    

    Saudações, Graziele Tamara! O resultado ia sair dia 14/01/09 sim, mas a ganhadora plagiou uma música de Luiz Gonzaga e a ABETA resolveu redefinir o resultado. Visite o site da ABETA :www.abeta.com.br, e lá vc irá verificar que realmente o novo resultado sairá em momento oportuno. Transcrevo agora o texto que consta em: http://www.vidadeviajante.com.br/blogagem-coletiva-sobre-consumo-consciente-nas-ferias/#comments pois foi este que a princípio surgiu como sendo o ganhador do concurso, porém eu resolvi avisar o pessoal da ABETA acerca dos direitos autorais que não devem ser esquecidos conforme reza em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9610.htm, com ênfase para o artigo 5º, parágrafo VIII, letra e. Agora, o texto: Marina Oliva em 9 de January de 2009 – 3:50 pm disse:

    “Não posso respirar, não posso mais nadar
    A terra está morrendo, não dá mais pra plantar
    Se planta não nasce se nasce não dá
    Até pinga da boa é difícil de encontrar
    Cadê a flor que estava aqui?
    Poluição comeu.
    E o peixe que é do mar?
    Poluição comeu
    E o verde onde que está ?
    Poluição comeu
    Nem o Chico Mendes sobreviveu” Luiz Gonzaga.

    Para ser um turista consciente e praticar o turismo de forma responsável, evitando acidentes e o que a triste música acima relata, é preciso:

    Valorizar e respeitar os recursos naturais e a natureza;
    Valorizar e respeitar a cultura local;
    Ter sempre no bolso a cartilha dos 10 mandamentos do turista de aventura consciente.

    Que isso não valha apenas nas férias, mas sempre que praticar uma atividade turística.

    Obs.: Visite http://letras.terra.com.br/luiz-gonzaga/295406/

  52. Giovanna's Gravatar Giovanna
    24 de junho de 2009    

    Nessas ferias, vou para ilha do mel no Paraná, não tem shopping, fast food, não comprarei nada, trarei embora meu lixo, andarei pelas trilhas definidas, não trarei embora plantas e curtirei deliciosamente a natureza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *