Dois estepes? Lençol branco para cobrir defuntos? Velas? Correntes? Dois triângulos? Afinal, o que é lenda e o que realmente precisamos levar como ítens obrigatórios para rodar dentro da lei pelas estradas da América do Sul?

Este post faz parte do planejamento para nossa pequena expedição pelos países hermanos. Já falamos sobre os Documentos obrigatórios para viajar de carro pela América do Sul, sobre a Documentação para viagens internacionais com crianças,  sobre Dinheiro, cartão de crédito ou cartão pré-pago. Qual levar em viagens internacionais? e outros tantos assuntos importantes para um bom planejamento.

A tabela abaixo mostra de forma simplificada os itens e acessórios obrigatórios para um veículo em viagem pela Argentina (ARG), Paraguay (PRY), Uruguay (URY), Venezuela (VEN), Chile (CHL) e Perú (PER). Os itens são detalhados logo após a tabela.

Para os outros países da América do Sul como Colômbia, Suriname, Equador, Guiana e Guiana Francesa, que ficaram fora da tabela, os sites oficiais não informam. Enviamos mensagens para os consulados e estamos aguardando as orientações.

[table]

ITENS E ACESSÓRIOS
ARG PAY URY VEN CHL PER BOL
Cinto de segurança para todos os ocupantes do veículo (bancos da frente e de trás) X X X X
Extintor de incêndio X X X X
Cadeirinhas e assento de elevação para crianças, conforme a idade (*) X X X X X
2 Triângulos X X X
Kit de primeiros socorros X X
Cambão ou cabo de aço X
Cadenas (para trafegar em pistas com neve) X X
Apoios de cabeças também nos bancos traseiros X

[/table]

Cinto de segurança – Como aqui no Brasil, o cinto de segurança é orbrigatório para todos os ocupantes do veículo -bancos da frente e de trás.

Extintor de incêndio – Item já obrigatório no Brasil.

Cadeirinhas e assento de elevação para crianças – (*) O uso de cadeirinhas e assento de elevação para crianças também é obrigatório na Colômbia e Equador. Veja como escolher a cadeirinha adequada para cada criança, conforme peso e altura, no link Cadeirinhas de carro para bebês e criancas.

Cadenas – São correntes que envolvem os pneus e ajudam na aderência em pistas com neve. O uso de cadenas é obrigatório por lei quando há neve na pista (mais de 2 cm de espessura).

Existem cadenas convencionais (correntes), cadenas de tela (mais usadas na europa) e cadenas líquidas. As convencionais e de tela são usadas quando há neve na pista e devem ser instaladas nas rodas de tração do veículo. No caso de veículos com tração 4×4 deve-se instalar nas rodas dianteiras.

É possível comprá-las no Chile e Argentina em alguns postos de combustível, grandes redes supermercados e lojas especializadas em acessórios para automóveis. Existem cadenas de tamanhos e modelos diferentes, dependendo do tamanho da roda e do tipo de veículo (automóvel ou pick-up).

Deve-se prestar atenção também na possibilidade de haver gelo na pista, que é mais perigoso que neve, pois além de mais escorregadio, o gelo é difícil de ser percebido. Se não houver neve na pista, mas sim no acostamento, é possível que possam haver placas de gelo na pista, portanto dirija devagar e com atenção.

Como neste caso não se usa as cadenas convencionais, pode-se usar as cadenas líquidas – spray antideslizante. Não é obrigatório por lei, mas recomendado por segurança 😉

A cadena líquida é um spray que pode ser aplicado nos pneus, aumentando sua aderência à pista. Este tipo de cadena deve ser reaplicada a cada 20Km, pois após esta distância ela perde seu efeito.

Cambão ou cabo de aço – Em relação ao cabo de aço, o cambão rígido tem a vantagem de ser mais seguro e ser a única opção autorizada no Brasil para rebocar outro carro. Você pode comprar na Argentina, mas se quiser procurar por aqui, em lojas especializadas de sua cidade ou pela internet, não vai ter dificuldades.

Triângulo adicional – Para sinalisar que o veículo está avariado, são usados um triângulo na frente e outro atrás.

Kit de primeiros socorros – É o mesmo kit que foi exigido aqui no Brasil há alguns anos contendo: luva, gaze, atadura, esparadrapo, tesoura pequena, antiséptico e uma bolsa ou nécessaire para guardar tudo. Mas se o destino for Argentina, é melhor comprar por lá. Lemos alguns relatos de viajantes que foram parados por guardas que não aceitaram o kit “montado” alegando estar incompleto.

Acessórios proibidos no carro

Na Argentina é proibido o uso de acessórios não-originais no carro, como o engate para reboque (sem o reboque, é claro) e quebra-mato (ou mata-cachorro: grade de proteção dianteira, comum em pick-ups). Os faróis auxiliares devem ser AMARELOS (ou estarem cobertos por um plástico ou similar). A proibição está na legislação de trânsito argentina, artigo 48, inciso “Y”, lei 24.449/1994: “y) Circular con vehículos que posean defensas delanteras y/o traseras, enganches sobresalientes, o cualquier otro elemento que, excediendo los límites de los paragolpes o laterales de la carrocería, pueden ser potencialmente peligrosos para el resto de los usuarios de la vía pública.”

No Chile, segundo a lei de trânsito, é proibido o uso de insulfilm em qualquer tipo de veículo.

 

[box style=”” type=”warning_box”]
Consulado da Argentina orienta motoristas estrangeiros

O Consulado da Argentina em Uruguaiana distribui por dia, na temporada de verão, dezenas de listas a brasileiros que viajarão pela Argentina constando o que é obrigatório para trafegar nas estradas.

O documento é entregue em papel timbrado e assinado pelo cônsul. A medida, segundo o Consulado, visa evitar que a polícia argentina solicite itens que não constem na lista, com finalidade de cobrar multas.

Um dos itens que mais chama atenção no documento é o alerta de que não existe na legislação argentina o requisito de que em viagens seja necessário levar um pano branco ou uma mortalha plástica, para o caso de acidente com morte.

O consulado justifica o alerta expresso no papel pelo grande número de brasileiros que os procuravam reclamando que haviam sido multados por não portarem os mórbidos objetos.

Fonte: www.newslog.com.br
[/box]

 

Enfim, estamos ainda pesquisando algumas “lendas” e leis e assim que tivermos informações novas, atualizaremos o post.

E vc? tem alguma dica para nos dar?

Fontes:
www.viajandodecarro.com.br
www.clubeautomotor.com/DICAS-Como_dirigir_na_neve.html
Municipio de Porto Mauá – Fronteira de Imigração
http://www.newslog.com.br