Vivências e dicas de uma família que adora uma viagem ;)!

MS Bonito – Fazenda Boca da Onça é passeio para crianças também

Quase 5 km de trilha bem estruturada, de fácil caminhada com paradas para banho, descanso e lanche, a trilha da cachoeira Boca da Onça é um ótimo passeio para crianças que curtem estar na natureza.

A Fazenda Boca da Onça está a 59 km de Bonito indo pela MS 178 Pantanal. Estrada boa e bem sinalizada, sendo os últimos 10 km de terra.

O centro de recepção ao turista é uma estrutura muito bem concebida para dar conforto e tranquilidade aos visitantes. Tem piscinas de água corrente, redário, vestiário, restaurante, sala de vídeo e o ótimo atendimento dos guias e funcionários.

Um dos muitos ambientes para o visitante relaxar antes ou depois do passeio

Piscinas de água corrente abastecida por uma nascente de água que fica na mata atrás do receptivo.

Chegando lá, fomos recebidos pelo Clêndisso, guia local e amigo do Marcelo há mais de 20 anos.

Depois de formado o grupo de pouco mais de 10 pessoas, assistimos a um pequeno vídeo institucional reforçado pelas orientações do nosso guia para o passeio.

Uma caminhonete e uma van levaram nosso grupo até o inicio da trilha onde o Clêndisso nos sugeriu iniciar o percurso descendo uma grande escadaria com mais de 800 degraus. Isso porque estávamos com nosso filho de 5 anos e porque haviam pessoas de mais idade no grupo. Fazendo nesse sentido (descendo a escadaria na ida), o retorno seria por um caminho onde a subida era dividida em vários trechos, portanto, menos cansativo. Aceitamos na hora a sugestão.

Preferimos ir na caminhonete na ida, deixando o conforto do ar condicionado da Van para a volta 😉

Logo no inicio há a plataforma para o rapel. Opcional no passeio. São 90 metros de altura em rapel negativo que desce o cânion do Rio Salobra. A vista é deslumbrante e imagino que a adrenalina também.

Mesmo quem não vai fazer o rapel, pode dar uma chegadinha lá na ponta da plataforma para fotografar a linda vista do cânion

Pouco mais de 800 degraus formam a imensa escadaria por onde iniciamos a trilha

Terminada a longa escadaria, um descanso e fotos.

As trilhas são bem demarcadas - suspensas em muitos trechos e de fácil caminhada.

Ao todo, passamos por 10 cachoeiras sendo que pudemos nos banhar em 4 delas além do rio Salobra, um dos berçários dos peixes do Pantanal. Tudo sob o olhar cuidadoso do nosso guia que nos orientava sobre a correnteza e lugares mais seguros e bonitos para fotos.

Rio Salobra, um banho refrescante

Cachoeira Boca da Onça vista do Rio Salobra. Ao lado da cachoeira, a plataforma do rapel.

Cachoeira do Fantasma

Nadando entre as duas quedas no Buraco do Macaco

Cachoeira Buraco do Macaco

Quiosque com lanchonete e banheiros para um descanso e lanchinho no meio da trilha

Uma das muitas borboletas da trilha parou para a foto 😉

 

Trilhas bem demarcadas para um passeio super agradável e seguro na mata

Garganta da Arara

Cachoeira da Anta

Não foi possível avistar nenhum tipo de animal porque, afinal de contas, são vários grupos passando pelas trilhas e é inevitável o zunzunzun das convesas. Mas a mata, as árvores, flores, plantas e o aroma que o vento nos trazia, nos enchia de alegria por saber que estávamos num lugar preservado.

Em muitas paradas o Clêndisso nos informava sobre alguma característica especial ou curiosidade de alguma planta ou árvore.

O grupo era bem interessado e fazia muitas perguntas também. Isso enriquece mais o passeio.

Para as crianças é uma deliciosa aventura. Em muitos pontos haviam muitas borboletas criando um clima de conto de fadas na trilha, em outros pontos, troncos em formatos inusitados davam a impressão de animais pré-históricos.

E não é que encontramos dinossauros pelo caminho? 😉

E as explicações do guia ficam de fato na cabeça dos pequenos ao ponto de gerar comentários na hora do almoço. E falando em almoço, depois de quase 5 km, ao retornarmos ao centro receptivo, um farto e delicioso almoço – preparado no fogão a lenha – nos esperava.

Fizemos nossa refeição na grande área externa e coberta do restaurante, de onde pudemos apreciar a área das piscinas e redário - disponíveis para o uso dos visitantes.

Foi um dia deliciosamente cansativo.

De volta à estrada com a cabeça cheia de belas imagens e o coração leve 🙂

[styled_box title=”Dica sobre crianças” color=”yellow”]

Nosso filho tem 5 anos mas já tem o hábito de andar em trilhas, no meio da natureza. Para os que não tem tanta “experiência” assim e ficarem cansados no meio do caminho, durante o percurso existem pontos de resgate para o caso de alguma desistência ou emergência.

Sempre levamos bastante água e lanchinho com frutas e biscoitos. Não esqueça também do boné, protetor solar e repelente. Uma toalha para se secar depois de cada banho de cachoeira e uma mudinha completa de roupa para o caso da criança ficar incomodada com a roupa molhada depois da última cachoeira.

Criar brincadeiras durante a trilha também ajuda a “esquecer” o cansaço, como contar quantas plantas de flores amarelas tem no caminho, ou com que bicho parece aquele tronco, etc.

Crianças até 6 anos não pagam e a tarifa é especial para crianças de 7 a 11 anos.

[/styled_box]

 

[box style=”” type=”info_box”]
Boca da Onça Ecotour

Bodoquena/MS
Receptivo: (67) 3255 1234 / (67) 3255 1337 / (67) 9606 4031
www.bocadaonca.com.br

[/box]

 

Importante: Em Bonito, a atividade turística é bem controlada para melhor preservar as belezas naturais da região. Por isso, para se fazer a maioria dos passeios, é necessário comprar o voucher em alguma agência com antecedência, pois os passeios são bem concorridos.

 

[box style=”” type=”info_box”]
Onde ficar:  Pousada do Peralta

Pousada familiar  com piscina, restaurante, área de lazer e área para camping com árvores que dão boa sombra, quiosques com churrasqueiras e área para acomodar barracas e motorhomes. Além de funcionar também como agência.

www.PousadadoPeralta.com.br

[/box]

Similar posts

No Comments Yet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *