Vivências e dicas de uma família que adora uma viagem ;)!

PA – Belém. Passeio de Barco pelo igarapé e a vida dos ribeirinhos

Com a cidade de Belém atraz de nós, seguimos de canoa para o igarapé Combú - Belém PAQuem imaginaria que em plena metrópole paraense é possivel ter uma experiência turística única: conhecer a rotina de moradores ribeirinhos, navegar de canoa pelos igarapés, conhecer árvores amazônicas e experimentar alguns dos seus frutos.

Pois foi isso que fizemos.

Quem nos recebe num pequeno porto da Praça Princesa Isabel é a Prazeres (ou Neneca, para os mais chegados). Embarcamos num barquinho a motor e fomos para a outra margem do rio, para atracarmos no Restaurante Saldosa Maloca, na Ilha do Cúmbu (SaLdosa com L mesmo). De lá, embarcamos uma canoa de um pau só, também conhecida como ubá.

Moradores ribeirinhos do Rio Combú - Belém PANeneca, começa nos apresentando os costumes da sua família e vizinhos, que em tudo dependem do rio, dos frutos das árvores nativas e do que plantam no entorno de suas casas.

Remando pelo igarapé, o encantador “silêncio” da mata e o canto dos pássaros embalam nosso filhote para um cochilo restaurador (depois de uma mamadinha, é claro)

Vimos alguns cacaueiros, açaizeiros e outras árvores nativas. Algumas centenárias. Vimos flores exóticas e conhecemos algumas armadilhas para pescar o pequeno camarão da região que é base da alimentação dos ribeirinhos.

Remando por igarapés menores, no meio de mata amazônica - Belém PAOs moradores daquela comunidade  não estão isolados, estão a 20 minutos (de barco) do centro de Belém, mas preservam um modo de vida mais simpres.

Era quase hora do almoço e as crianças da região se preparavam pra almoçar e para ir para escola. Tomavam banho no rio, apesar de terem chuveiros elétricos em suas casas. Na maioria das vezes elas se banham com o pai – que está retornando da pescaria, ou com os irmãos. Como o banho é no rio, vira uma grande brincadeira, um momento de lazer entre família e não apenas “um banho”.

Desembarcamos na casa de uma moradora que nos apresentou seu trabalho de extrativismo sustentável e beneficiamento do cacau.

Colhendo a fruta cacau direto do pé, na mata amazônica - Belém PAExperimentamos o cacau fruta, o cacau torrado e o chocolate caseiro, além da delociosa geléia de cupuaçú. Compramos alguns produtos,  para presentear nossos amigos e para nosso consumo. Dessa forma incentivamos a sustentabilidade da região e o modo de vida tradicional daquela comunidade.

Seguimos por uma trilha e vimos de perto algumas das árvores que haviamos visto da canoa. A caminhada termina no restaurante, onde um delicioso almoço nos esperava.

Quando for a Belém, não deixe ve viver essa experiência. Sem dúvida uma vivência que fica registrada para o resto de nossas vidas.

Quem leva

VERA NASCIMENTO TURISMO
Trav.Generalissimo Deodoro,877 – Galeria João e Maria sala 11
Bairro umarizal – Belém – Pará
fone/fax (91) 3212 8143 – Cel: (91) 8372 7754
nascimentovera@hotmail.com

Onde se hospedar

HOTEL REGENTE
Av. Gov. José Malcher, 485 – Belém – Pará
fone (91) 3181 5000 –  Fax: (91) 3181 5005
www.hotelregente.com.br
reserva@hregente.com.br

SOFT INN BATISTA CAMPOS
Av. Gentil Bittencourt, 85
Fone (91) 3323 7171

Onde comer

MANJAR DAS GARÇAS
Parque e Restaurante: Praça Carneiro Rocha, s/nº – Parque Ecológico Mangal das Garças
Bairro Cidade Velha
www.manjardasgarcas.com.br

POMME DOR – Restô do Parque
Av. Magalhães Barata, 830
fone (91) 3229 8000
www.pommedor.com.br

POINT DO AÇAÍ
Rua Veiga Cabral nº 450, esquina com a Tv Bom Jardim – Cidade Velha
Fone (91) 3225-4647
www.pointdoacai.net

LA PIZZERIA n’Amazônia
Rua Dr. Malcher, 15 (ao lado da igreja da Sé)
Fone (91) 3222 9962

Como chegar a Belém – Pará

De avião: Vôos diários partindo das principais capitais brasileiras para o Aeroporto Internacional de Belém/Val de Cans.
De ônibus: A empresa Transbrasiliana (http://www.transbrasiliana.com.br) tem ônibus partindo de diversas cidades do país em direção a Belém
De carro: Vindo do Sul e do Centro-Oeste, acesso pela BR-153 (Belém-Brasília) até Santa Maria do Pará; BR-316 e PA-391. Vindo do Norte, acesso pela BR-316 e PA-391

Similar posts

No Comments Yet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *