Vivências e dicas de uma família que adora uma viagem ;)!

PR – Foz do Iguaçu – Passeio de barco nas Cataratas do Iguaçu

Visitar as Cataratas do Iguaçu já é uma experiência única, imagina navegar contra as corredeiras do Rio Iguaçu, até o cânion das Cataratas. Pois é exatamente isso que o Macuco Safari oferece.

Instalada no quilômetro 25 da rodovia das Cataratas, dentro do Parque Nacional do Iguaçu, o Macuco Safari recebe os visitantes e os embarca em uma carretinha puxada por um jipe (que nos folders diz que o jipe é elétrico, mas na verdade, quando estivemos por lá, eram land rovers da década de 50~60 obviamente que movidos à diesel… #fail).

Nesse passeio em especial, como já era final de tarde e já estava meio friozinho, esposa e filhote de 9 meses ficaram na recepção da Macuco Safari esperando pela minha volta. Aliás, não recomendo fazer esse passeio no final da tarde, porque além do frio, o sol não está mais presente pra ajudar nas fotos 😉

Na primeira etapa a carretinha puxada pelo jipão, leva os visitantes em uma aventura por uma trilha de 3 kilômetros mata adentro, onde um guia apresenta toda a fauna e flora do Parque. São orquídeas, palmitos, bromélias, árvores centenárias, além de animais silvestres que de vez em quando atravessam a trilha.

Na segunda etapa, uma trilha de 600 metros (opcional), leva o grupo até a cachoeira de 20 metros de altura, batizada Salto do Macuco. A última parada é o cais do Macuco Safari, na margem brasileira do rio Iguaçu.

No cais, enquanto eu e os outros turistas esperávamos para embarcar nos barcos infláveis bimotores, me lembro que não houve nenhuma orientação quanto a procedimentos de segurança; apenas recebemos coletes salva-vidas, e embarcamos. Uma das passageiras pediu para o piloto do barco se ele podia emprestar uma capa de chuva (que estava sobre um dos assentos) para seu filho pequeno que estava com frio; qual não foi minha surpresa quando o piloto respondeu friamente que “a capa é do marinheiro, que não empresta”. Por sorte estava chegando um barco com outro grupo e um dos passageiros cedeu sua capa para a moça.

Também perguntei a um senhor que cuida do guarda-volumes se havia algum saquinho ou proteção para minha câmera fotográfica e, depois de insistir, ele se abaixou e tirou um saquinho tipo zip de um cesto de lixo e me deu – o qual foi bem útil. Porém, vale lembrar que no site do Macuco Safari eles dizem o seguinte: “Antes do embarque passageiros recebem coletes salva-vidas e embalagens plásticas para a proteção de equipamentos de filmagem e fotografias.” – (texto tirado de http://www.macucosafari.com.br/quadro_macuco.htm).

Infelizmente pude constatar que para os funcionários que operam no cais do Macuco Safari, os visitantes são apenas números e eles parecem estar ali para cumprirem “procedimentos” (ainda assim, não passaram as orientações sobre segurança); mas parecem não saber o que é um bom atendimento ao turista. Nesse quesito também o Macuco foi #fail. Em tempo, ressalto que o atendimento dos guias e do pessoal da recepção foi excelente.

Já no barco, seguimos subindo o rio atravessando o cânion, numa velocidade que permite apreciar a paisagem. Próximo ao “pé” da Garganta do Diabo, o piloto manobra e aproxima o barco o suficiente para proporcionar o maior banho de cachoeira já imaginado. É impressionante o volume de água que cai, a neblina que as gotículas formam e o barulho. Dá até falta de ar. É uma emoção indescritível e….  RECOMENDO A TODOS !

Depois desse rápido e divertido “banho” voltamos todos molhados para o cais.   brrrr – já eram 17h30 e o vento estava frio.

Lá há um pequeno vestiário – leve uma roupa exclusiva para molhar no passeio, e retorne com uma roupa seca para não sofrer com o frio na carretinha durante o trecho de volta.

Na recepção do Macuco Safari também há banheiros e vestiários.

O Macuco Safari funciona de segunda a segunda de 8 às 17 horas e o passeio dura em média 1h45 min.

Não esqueça de levar protetor solar, repelente, roupa de banho, roupa extra, toalha, capa de chuva descartável e um saco estanque (ou pelo menos um zip) para proteger seu equipamento.

Veja mais informações no site www.macucosafari.com.br

Continue lendo sobre os passeios que fizemos em Foz do Iguaçu.

Ficamos hospedados no Hotel Tarobá Express. Veja nossos comentários sobre o hotel no post PR – Foz do Iguaçu – Hotel Tarobá Express. Lá você encontra também as dicas de como chegar em Foz do Iguaçu

Similar posts

2 Comments

  1. alejandra vargas's Gravatar alejandra vargas
    2 de dezembro de 2012    

    hola yo estuve en el parque el dia 27-11-12 y al llegar a mi casa corrobore que el video que me vendieron no funciona solo se ve la mitad d la grabacion todo donde estamos nosotros no esta solo sale la introducion q ustedes le ponen. yo pague el video al igual que otros y no tengo mi recuerdo.

    • 3 de dezembro de 2012    

      Olá Alejandra.
      Que triste seu relato. Imagino a decepção que foi.
      Você já tentou entrar em contato com a empresa que ofereceu o passeio e as gravações?
      Quem sabe, para os passeios recentes, eles tenham backup das imagens e possam te enviar pelos correios? Vale a pena tentar 😉
      Boa sorte e obrigada por compartilhar aqui conosco a sua experiência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *