Vivências e dicas de uma família que adora uma viagem ;)!

PR Morretes – Cachoeira Salto da Fortuna

De manhã, após nosso café, apreciando o Pico do Marumbi na Pousada Oásis, fomos nos encontrar com a Família Muller e o guia da Calango Expedições na sede da Calango; porém, infelizmente esperamos o guia por cerca de uma hora e ele não apareceu. E agora?

Bem… nesta manhã a programação seria fazermos o Salto da Fortuna, e teríamos que estar de volta para o almoço no Villa Morretes; então não podíamos esperar mais. Solicitamos informações aos moradores locais e, com essas dicas, resolvemos seguir em frente.

Seguimos pela Estrada do Anhaia até o ponto onde se deixa o carro, e ali conversamos com um morador muito simpático, que nos contou sobre os trabalhos de preservação da região, sobre a trilha e também sobre a fiscalização da entrada de visitantes.

Com as dicas dele, iniciamos a caminhada. Subimos um morro e depois entramos na trilha em meio à Mata Atlântica. Nossa! Poucas vezes estive em uma trilha tão preservada, onde a mata fosse tão viva, úmida e fresca.

Seguimos pela trilha em passos lentos, reparando em detalhes, ouvindo os sons, fotografando, filmando…

De repente a trilha acaba num rio, que não era pequeno… com pedras e corredeiras… Neste ponto paramos, comemos umas barrinhas de cereal, descansamos um pouco, exploramos o rio, e a Luciana e o Maheus da Família Muller resolveram aguardar por ali enquanto o Marcelo Machado, Ronny, Lyanne e eu seguimos pela trilha que continuava do outro lado do rio.

Neste último trecho a Mata que já era demasiadamente exuberante foi ficando cada vez mais selvagem, mais viva, mais cheirosa, mais húmida, mais fresca, mais encantada…

Depois de uma subida difícil, nos deparamos com mais um trecho onde era necessário molhar novamente os pés. Neste ponto o Ronny e a Lyanne resolveram iniciar o retorno. Na verdade não sabíamos a que distância estava a cachoeira e a Luciana e o Matheus estavam sozinhos lá no outro rio. Então, o Marcelo Machado e eu, que éramos mais rápidos, resolvemos ir até um pouco mais à frente para ver o que encontrávamos.


Caminhando ao lado de árvores imponentes

Uau! Que presente!!! Caminhamos 100m sobre as pedras do leito do rio e, de repente, nos vimos dentro de um cenário mágico. Sobre o rio, raios de sol passavam pelas copas das árvores e iluminavam as gotículas de água que vinham com o vento,… mais a frente, ainda ao longe, incrustada no meio da mata fechada, a Cachoeira Salto da Fortuna. 40 metros de queda livre. Linda!

Continuamos por mais 100m por uma trilha paralela ao rio que nos levou até a base da cachoeira. Sentimos o frescor da água através das gotículas que voavam como uma nuvem molhada. Sentimos vida, natureza, felicidade… Que bom estar ali!

Mas sabíamos que precisávamos voltar para encontrarmos com nossos amigos que já haviam iniciado o retorno. Como temos um passo mais rápido que eles, os encontramos no meio do caminho.

De volta à cidade, fomos almoçar.

 

[box type=”info_box” style=”box_light_gray”]
Confira aqui os Hotéis, Pousadas, Agências e Restaurantes que recomendamos em Morretes.
[/box]

[styled_box title=”Veja também os posts sobre os passeios que fizemos em Morretes:” color=”white“]

[/styled_box]

Similar posts

14 Comments

  1. Patricia Rocha's Gravatar Patricia Rocha
    7 de fevereiro de 2008    

    Cachoeiria Salto da Fortuna

    O que dizer? Um lugar espetacularmente lindo!!!
    Antes da chegada, uma mata atlantica, cortada com dois rios de corredeiras maravilhosos, com arvores antigas e ate alguns recepcionistas ilustres(como lagartos e passaros)…..
    Um lugar pra jamais sair da memoria de quem vê!!!ale a pena a visita com consciencia de que a Natureza é grandiosa e maravilhosa e merece ser preservada por todos nós….

  2. Viajante Consciente's Gravatar Viajante Consciente
    7 de fevereiro de 2008    

    Patricia!!!

    Lá é tudo de bom mesmo né?

    E quando estivemos lá, uma cena mágica que ficou gravada na minha mente foi quando eu estava me preparando pra atravessar o primeiro rio… arregaçando as calças… e uma borboleta azul ENORME e linda ficou voando ao meu redor e resolveu descansar no meu ombro!

    Claro que ninguém lembrou de fotografar! hahahaha

    Abs e obrigada por participar.

    Lyannne Rehder & Marcelo Maestrelli

  3. André Beluga's Gravatar André Beluga
    6 de novembro de 2008    

    Esse lugar é fantástico, uma das cachoeiras mais lindas que conheço!
    A trilha pra se chegar até ela é maravilhosa e de fácil acesso!
    Este mês ainda quero voltar lá, junto com minha esposa e um casal de amigos, alguém se habilita??

  4. Mauro's Gravatar Mauro
    30 de novembro de 2008    

    Agora que voces descobriram este lugar, tem que conhecer o Salto dos Macacos, com 70 m, que fica próximo!

    Eu ainda não conheço o Fortuna, mas dia 13 ]]deste mês estarei lá pra conferir.

    Um abraço!

  5. André!!!!
    Não recebi aviso do seu comentário (deve ter sido um bug)…
    Já estamos em Dezembro…vc foi com sua esposa e amigos?
    Conte o que eles acharam!

    abs

  6. 1 de dezembro de 2008    

    Oi Mauro!

    Quando fomos tivemos que optar entre conhecer o Salto da Fortuna e o dos Macacos. Não teríamos tempo para conhecer os dois. Confesso que fiquei triste porque ouvi falar muito dele (dos Macacos).

    Vai ficar pra próxima. Obrigada pela dica 🙂

    E bom passeio no da Fortuna!

    Depois volta aqui pra nos contar o que achou, ok?

    abs

  7. Eduardo's Gravatar Eduardo
    8 de dezembro de 2008    

    Olá pessoal, voces sabem se ainda tem como acampar na chácara que tem próxima ao início da trilha do salto da fortuna? A chácara do canhoto! Vou pra lá quarta e queria saber! Valeu

    Eduardo

  8. 8 de dezembro de 2008    

    Oi Eduardo,

    Quando estivemos por lá, não vimos nenhum lugar preparado para receber acampamento. Lá é reserva ambiental e acredito que não deva ser permitido atividade de campismo.

    A chácara por onde passamos, no início da trilha, é onde tivemos que preencher uma ficha de controle de visitação. Se o proprietário promove camping lá na temporada, deve ser ilegal.

    Por mais tentador que seja, te pedimos que não contribua com essa prática. Por favor, procure um camping credenciado na região e ajude a preservar o pouquinho de Mata Atlântica que ainda temos.

    Abs
    Lyanne e Marcelo

  9. Isabel's Gravatar Isabel
    27 de abril de 2009    

    Boa noite,
    Sou estudante de turismo e estou procurando um tema para realizar meu tcc!
    Para vocês que conhecem morretes, gostaria de perguntar se tem alguma sugestão de melhoria com relação as areas naturais de morretes. Se vcs achariam interessante um guia (impresso) para conhecer esses atrativos por exemplo.
    Aguardo um retorno de vocês!!
    Abs
    Isabel

  10. Olá Isabel,

    Em Morretes pudemos perceber a preocupação e cuidado que alguns empresários do trade turístico tem com a preservação dos recursos naturais, principalmente os montanhistas. Já os que exploram a atividade de bóia cross no rio nhundiaquara deixam um pouco a desejar nos quesitos segurança e preservação.

    Guias impressos existem aos montes, trazem alguma informação turística e funcionam mais como veículo de divulgação das pousadas, restaurantes e agências (geralmente são eles que pagam pela impressão dos guias). E hoje em dia, a internet oferece inúmeras opções de informação sobre os destinos turísticos. Talvez um guia impresso não seja uma coisa “nova”, mas é uma opção válida.

    abs

  11. Adilson Assis's Gravatar Adilson Assis
    24 de outubro de 2012    

    olá. Como faço para chegar ao Salto do Fortuna. Moro em Pinhais-PR, tenho acesso fácil pela BR 277 sentido Paranagua. (tem como ir de carro popular?)
    Agradeço a atenção.

    • 26 de outubro de 2012    

      Olá Adilson,
      Não conheço a estrada de Paranaguá para Morretes, mas imagino que um carro popular não terá problemas para chegar em Morretes. Ou vc pode fazer o trajeto de trem. Dizem que a paisagem é linda. Ficou na nossa listinha pra fazer da próxima vez.
      Estando em Morretes, vc pode procurar a agência Calando Expedições ou pode entrar em contato com a secretaria de turismo de lá, que está sempre de portas abertas para os turistas. Lá vc pode ter a indicação de um guia, pq para essa trilha, a nossa recomendação é que se vá com um guia.
      Depois, não deixe de experimentar o Barreado do Restaurante O Casarão ou do Villa Morretes (mesmo dono), é uma delícia… depois de uma trilha então… ai ai, que saudades.
      Boa viagem e depois nos conte o que achou 🙂

  12. Gabriella dos Santos's Gravatar Gabriella dos Santos
    16 de outubro de 2014    

    Olá Adilson, gostaria de saber se é de fácil acesso até +- aonde vocês foram, para ir sem o guia?? Aguardo resposta..

  13. Eveline's Gravatar Eveline
    23 de outubro de 2014    

    Eveline
    quinta-feira – 23 / 10 / 2014 Responder
    Olá, estaremos indo a Morretes em dezembro/2014, com nossas filhas (4,11 e 13 anos), elas já estão acostumadas a fazer algumas trilhas aqui em Floripa conosco, adoram natureza, mas gostaríamos de dicas, dos melhores lugares (cachoeiras) para irmos com elas, e se a trilha do Salto Da Fortuna é possível de ser feita com crianças. Agradecemos desde já, as dicas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *