Vista para a praia do TinguáNo último dia o Rudi nos convidou para um Rapel na Pedra do Tinguá. Saímos bem cedinho e pegamos uma luz ótima! Paramos o carro na estrada, vestimos as cadeirinhas, e caminhamos até a Pedra. A trilha é curtinha e em 10 minutos chegamos lá.

Rudi orientando a Lyanne no Rapel
O Rudi colocou uma corda para nos auxiliar no último lance, que leva ao topo da pedra. Nossa! De lá a vista é de tirar o fôlego de qualquer um!

Antes de iniciar o rapel, o Rudi chama os turistas e explica todo o esquema de segurança. A primeira a entrar na corda foi a Lyanne, que estava estreiando no Rapel.

No começo ela teve medo, mas com a assessoria do Rudi (e o acompanhamento dele ao lado dela durante o rapel), desceu e curtiu. Depois chegou minha vez e adorei! O que mais impressiona neste rapel é a belíssima paisagem que se tem lá do alto. Vale muito a pena!

Neste dia o Rudi nos convidou para almoçar no Restaurante Raízes. Fomos super bem recebidos pelo proprietário e a comida estava ótima! Depois do almoço ainda conversamos bastante com ele e ouvimos várias histórias. Ele é nativo de lá, e era pescador profissional antes de abrir o restaurante. Nos contou sobre a rotina destes pescadores, que ficam de 20 a 40 dias embarcados em alto mar até conseguirem completar a capacidade de carga de seus barcos, chegando a até 120 toneladas de peixe.

foto de Marcelo Maestrelli

Confira aqui os Hotéis, Pousadas, Agências e Restaurantes que recomendamos nesse destino.