Réplica da Savana Africana com Rinocerontes e Zebras - ZooParqueDepois de uma semana bem corrida de reuniões, nosso destino seria Itu novamente para fazermos alguns acertos na Alice (nossa KombiHome). Mas, no caminho resolvemos fazer um pequeno desvio e passar em Itatiba para conhecer o ZooParque, um zoológico diferente.

Na verdade, eu já conhecia o ZooParque e relatei aqui no Bla Bla Blogs sobre a ótima experiência que foi.

Estava ansiosa por levar o Marcelo para conhecer e ansiosa por ver novamente o tigre que me deixou tão impressionada na primeira vez (leia o relato neste post).

Mas deixa eu explicar porque ZooParque é um zoológico diferente dos zoológicos tradicionais:

No Zooparque os animais ficam soltos em ambientes que reproduzem seu habitat natural, dessa forma podemos conhecer os mais variados ecossistemas como a Savana Africana, onde os rinocerontes brancos (espécie rara e em extinção) ficam soltos e convivem com zebras e aves típicas da África.

Conversamos com o Hans Furrer (administrador do ZooParque), um senhor suíço que nos recebeu muito bem e nos contou como tudo começou: “A ideia surgiu de dois amantes da natureza criadores de aves… Construimos primeiro um viveiro de aves raras ameaçadas de extinção, depois a ideia cresceu e ampliamos a estrutura trazendo outros animais“.

Perguntamos de onde vem os animais e ele nos disse que muitos são de apreensões – feitas pelo IBAMA – de animais que já não podem mais ser devolvidos para seus habitats naturais e também permutas com outros zoológicos pelo mundo.

Antes de iniciar o passeio, resolvemos almoçar no restaurante do ZooParque. Comidinha bem temperada e bem gostosa, com variedade e pratos típicos da cozinha alemã e suíça.

Início do passeio no ZooParqueDepois de bem alimentados, iniciamos nosso passeio por uma passarela de paralelepípedos seguindo por um imenso jardim. A primeira atração estava bem no meio do caminho: um viveiro de pássaros, e tínhamos que entrar nele para continuar a trilha. Sem dúvida uma experiência bem diferente estar tão perto de aves que normalmente fugiriam ao menor barulho. Elas já estão habituadas ao movimento e não se escondem. Ficamos sempre a uma certa distância, onde um corrimão nos separa da área dos pássaros. Vimos Pombas Gouras, Arapongas, Pavôs e outros. Não há grades e é isso que mais nos fascinou nessa primeira atração.

Saindo desse viveiro voltamos à passarela aberta onde de cada lado havia uma área ampla e aberta, onde os animais circulavam em total liberdade. Nós, é claro, estávamos seguros pois haviam cercas de segurança que evitam que os animais ultrapassem (inclusive os racionais).

O percurso todo tem 3,5Km, com bancos e bebedouros em lugares estratégicos, muita sombra e muita natureza em volta. Fomos bem devagar, curtindo cada pedacinho. Marcelo demorava um tempão em cada atração, sempre buscando um bom ângulo para as fotos. O tempo não estava ajudando muito, nublado e ameaçando chuva, tivemos que apertar o passo em alguns trechos.

Antílope chamado de Cobo de Meia Lua - ZooParquePassamos por aves como Emas, Tuiuius, Araras azuis e de todas as cores, algumas Antas, tartarugas de água que são chamadas de Tigre d’água, Lhamas, cegonha gigante do Senegal, uma espécie de antílope que se chama Cobo de Meia Lua – apesar dele ter uma lua cheia tatuada no corpo 😉 – e muitos macacos de várias espécies.

Algumas espécies de aves e os macacos ficam em jaulas, que reparamos, limpas, com bastante vegetação e comida.

Seguimos nosso passeio e… o que eu estava mais ansiosa por ver: o Tigre.

Não me pergunte como, mas reconheci o tal que me impressionou na última visita. Ele estava próximo a grade, deitado e reclamando muito. Estava com a pata machucada. Percebemos porque ele levantou e quando andava, mancava um pouco.

Novamente fiquei impressionada com a proximidade. Haviam mais dois, ou melhor duas tigresas bem preguiçosas e manhosas. Dessa vez quem demorou pra seguir em frente fui eu 😉

Tigre de bengala - ZooParqueTigre de bengala - ZooParque

Marcelo, lá na frente, me chamou porque ainda haviam Girafas, Hipopótamos, Rinocerontes, Zebras…

Placas que trazem informações e curiosidades sobre os animais - ZooParqueEm todas as jaulas ou áreas de ecossistemas tem uma placa informando a espécie que estamos vendo com um textinho bem informal e descontraído onde o “próprio animal” conta sobre sua origem e curiosidades a seu respeito. Há também quadros educativos com alguma curiosidade sobre as espécies em geral.

Há também um viveiro chamado “Aviário da Alegria”, maior Aviário de vôo livre do Brasil, com mais de 1.400 m2 totalmente cobertos onde entramos e caminhamos num lindo jardim cheinho de aves de todas as espécies, mas dessa vez essa área estava vazia. O  berçário dos anfíbios e répteis também não pudemos ver porque estava em reforma.

A filosofia do ZooParque é preservar a fauna e a flora e fazer com que o visitante conheça os principais ecossistemas do mundo e entenda a importância da preservação da natureza. É sem duvida um passeio muito agradável.

Recomendamos fazer o passeio pela manhã, quando os animais estão mais serelepes (depois do almoço geralmente ficam mais preguiçosos). Depois aproveite para almoçar no restaurante do ZooParque e, se tiver crianças, o parquinho que tem por lá é uma boa forma de encerrar um dia de atividades.

Sem dúvida uma ótima opção de passeio.

O Zooparque fica em Itatiba, no estado de SP e o acesso ao parque é no km 95,5 da Rodovia Dom Pedro I. O ingresso custa R$ 20 para adultos e R$ 10 para crianças entre 13 e 12 anos e adultos acima de 60 anos.

Veja as dicas da Alice (nossa KombiHome) para esse passeio.

Assista também uma das entradas ao vivo que fizemos durante o passeio.

——

ZooParqueRodovia Dom Pedro I, Km 95,5 (SP-065)
Itatiba – SP
Telefones: (11) 3323.6214 / (11) 3323.6215 / (11) 3323.6216 / (11) 4495.8299 / (11) 4495.8311
(mapa de localização – ZooParque)