Vivências e dicas de uma família que adora uma viagem ;)!

Turismo de Aventura com selo do INMETRO. Segurança certificada.

Programa Aventura Segura (ABETA e MTur)O termo Gestão da Segurança nos últimos anos passou a ser uma preocupação real entre operadores de Turismo de Aventura no Brasil. O processo de melhores práticas tem se destacado com a criação de Normas Técnicas específicas para atividades de aventura que serão base para o processo de certificação de empresas e de condutores.

Ainda no primeiro semestre deste ano, o Brasil terá um Certificado de Segurança que atestará se determinada empresa segue os procedimentos de segurança com base em Normas Técnicas. Esta certificação contará com respaldo de acreditação do INMETRO.

Criado em 2006 pela ABETA e pelo Ministrério do Turismo, o Programa Aventura Segura é uma ação que irá certificar 225 empresas e aproximadamente 1,5 mil condutores até o final de 2009.

“Essa mobilização evidencia a preocupação com a segurança e, principalmente, com o consumidor”, disse Israel Waligora, presidente da Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura (ABETA).

Apesar do país ainda não possuir nenhuma empresa ou profissional com a certificação do Ministério do Turismo, a ABETA preparou uma algumas dicas que os consumidores podem seguir para reduzirem os riscos em suas viagens.

Dicas para um turismo de aventura com segurança

  1. Ao contratar uma empresa de Ecoturismo e Turismo de Aventura ou um Guia autônomo, saiba com quem está se aventurando: informe-se e pesquise, peça referências.
  2. Pergunte se a empresa e os profissionais as seguem normas de segurança da ABNT para as atividades e se dispõe de seguro.
  3. Pergunte e se informe sobre a qualificação dos condutores e guias, se eles têm treinamento técnico naquela atividade e curso de primeiros socorros.
  4. Sempre siga todas as instruções de segurança informadas pelos profissionais contratados.
  5. Sempre que tirar os pés do chão esteja de capacete. Quando estiver em água, use coletes salva vidas do seu tamanho e com a especificação correta da atividade praticada.
  6. Saiba o seu limite e a hora de desistir. Ás vezes, não estamos preparados para concluir uma aventura planejada por anos. A sabedoria é decidir a hora de desistir e tentar novamente algum dia no futuro. Nunca vá sozinho em uma aventura seja qual for, sempre esteja acompanhado.
  7. Hidrate-se, alimente-se e mantenha-se aquecido em locais mais frios e não esqueça de levar alimentos para o tempo que sua atividade durar.
  8. Tenha sempre em sua mochila um kit de primeiros socorros, casaco, apito, boné, protetor solar, capa de chuva, lanterna com pilha reserva e um celular carregado. Leve sempre seus medicamentos de uso pessoal.
  9. Conheça os riscos da atividade que irá praticar e tenha sempre um plano, em caso de emergência. Ao contratar uma empresa, verifique se a equipe está preparada para um atendimento de emergência.

Os 16 destinos turísticos nacionais priorizados nesta fase do Programa Aventura Segura são: Rio de Janeiro (RJ), Fortaleza (CE), Bonito (MS), Chapada Diamantina (BA), Chapada dos Veadeiros (GO), Florianópolis (SC), Vale Alto Ribeira (SP), Serra do Cipó (MG), Foz do Iguaçu (PR), Serras Gaúchas (RS), Brotas (SP), Serra dos Órgãos (RJ), Socorro (SP), Manaus (AM), Recife (PE) e Lençóis Maranhenses (MA).

Dentre os objetivos do convênio ABETA e Ministério do Turismo estão:

  • Qualificação e educação para empreendedores, gestores e profissionais do turismo de aventura para práticas seguras, ambientalmente responsáveis e socialmente justas
  • Qualificação da oferta de produtos de turismo de aventura para portadores de necessidades especiais
  • Desenvolvimento de destinos referências para operação do turismo de aventura
  • Conscientização de consumidores como mecanismo de indução a adoção de normas e padrões de qualidade e segurança
  • 3000 vagas em cursos de qualificação de educação a distãncia e cursos presenciais
  • Campanha de Conscientização do Consumo responsável
  • Disseminação de práticas sociambientais responsáveis
  • Projeto Piloto de acessibilidade e gestão da segurança
  • Realização de Congresso Internacional de Turismo de aventura no Brasil

Fonte: ABETA

Claro que nós turistas não conhecemos os tipos de coletes adequados para cada tipo de atividade, ou se a corda usada para aquele rapel é adequada ou se o capacete é resistente o suficiente, etc. E se perguntarmos ao condutor, vamos acreditar no que ele disser.

Por isso, use a internet para pesquisar. Digite o nome da empresa que você quer contratar entre aspas e veja onde (além do site dela mesma) aparecem os resultados. Pesquise em fóruns, comunidades, blogs… São muitas as pessoas que divulgam suas experiências e opiniões sobre empresas e serviços. Abuse dessa ferramenta!

Todas essas ações, voltadas exclusivamente para empreendedores de turismo, só traz vantagens para nós turistas. Portanto é importante que em nossas escolhas a preferência seja sempre pela empresa MAIS QUALIFICADA e não a mais barata. Afinal, quanto vale a sua segurança?

Clique para saber quais empresas são associadas ABETA
e escolha pelo mapa interativo.
ou
Clique para baixar a lista das empresas participantes do Programa Aventura Segura
(aquivo em PDF – tamanho 200Kb).

Fique por dentro!

Saiba o que aconteceu no 4º Simpósio Brasileiro de Ecoturismo e Turismo de Aventura na Adventure Sports Fair 2007

Saiba o que aconteceu no IV FITS – Fórum Interamericano de Turismo Sustentável na Adventure Sports Fair 2007

:::

Similar posts

No Comments Yet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *