Vivências e dicas de uma família que adora uma viagem ;)!

Urubici SC – Caverna Rio dos Bugres e Serra do Corvo Branco

Dias 16 e 17 de Maio

Belvedere – pensei que fosse uma expressão italiana para algo como  “belo de se ver”, mas não encontrei essa confirmação nos dicionários. “Belo de se ver” é o que geralmente tem todos os mirantes com esse nome e em Urubici não poderia ser diferente. Na estrada SC 430 indo em direção a São Joaquim, a apenas 5km do centro, temos o mirante.

Parada obrigatória! De lá de cima podemos avistar todo o centro urbano de Urubici. A Igreja Matriz Nossa Senhora Mãe dos Homens se destaca pelo tamanho da construção. De lá de cima é mais fácil de perceber seu formato em cruz.

Passamos pelo mirante em várias ocasiões e em vários horários, indo e vindo de passeios pela região. Em uma das ocasiões tivemos a oportunidade de ver um amanhecer com a cidade coberta de névoa.

Urubici SC - Amanhecer no mirante BelvedereUrubici SC - Vista do mirante Belvedere

Infelizmente, contrapondo o cenário lindo visto do mirante, temos “o mirante” que é de dar dó. Lixo espalhado, garrafas quebradas e o cheiro característico de urina dos beberrões que passam por lá. Por que será que as pessoas ainda agem assim, sem a menor educação?

Caverna Rio dos Bugres

Seguindo pela estrada SC 439, a 11Km do centro, chegamos em uma propriedade particular onde se encontra a Caverna Rio dos Bugres.

É comum em Urubici alguns atrativos turísticos naturais estarem em propriedades particulares. Então, é sempre bom consultar a Secretaria de Turismo [(49) 3278-4245], para saber se é possível visitar esses atrativos.

Por vezes os proprietários barram a entrada dos turistas, mas não os condene. Eles fazem isso porque os próprios turistas não se comportam bem depredando, deixando lixo, largando porteiras abertas provocando a fuga dos animais da propriedade, fazendo algazarras… enfim… motivos mais que justos para o proprietário não desejar estranhos em sua propriedade. Consultamos a Secretaria de Turismo e tivemos a confirmação de entrada permitida.

Quando chegamos, o proprietário estava lá na porteira e ele mesmo abriu pra que pudéssemos passar, agradecemos e seguimos a estradinha que ele nos indicou. Depois de alguns metros logo vimos uma placa indicando o local.

Não espere encontrar “a caverna”. Longe de se parecer com aquelas cavernas cheias de salões com estalactites e estalagmites, a caverna do Rio dos Bugres está mais para uma toca. É que antigamente essas cavernas eram a moradia dos Bugres – como eram chamados, de forma pejorativa, os índios e seus descendentes com brancos. Dizem até que eles mesmos cavaram as rochas.

Urubici SC - Entrada da Caverna Rio dos BugresUrubici SC - Interior da Caverna Rio dos Bugres

É bom levar uma lanterninha, mas só para se sentir mais seguro, porque quando se entra por um dos túneis da caverna, logo que fica totalmene escuro e vc não enxerga mais a luz da entrada, alguns passos mais a frente damos de cara com uma bifurcação em T que tem entrada dos dois lados e a luz volta a iluminar o caminho. Como estávamos sem lanterna, usamos o flash da câmera fotográfica para ir iluminando nosso caminho.

Depois da diversão nos pequenos túneis das cavernas, tomamos o rumo de volta para a estrada SC 439, rumo à Serra do Corvo Branco

No caminho, fomos seduzidos por uma plaquinha discreta que dizia Caminhos do Mel, e lá fomos nós.

Demos de cara com um chalézinho encantador onde eram vendidos potes de mel de bracatinga (árvore comum na região sul do país), mel silvestre, geléia de maçã, doce de abóbora e outras delícias. Esses produtos sempre são as melhores “lembrancinhas” para levarmos pra casa ou para presentear os amigos, além do que, comprando direto do colono, nós realmente contribuímos para a sustentabilidade da região.

Serra do Corvo Branco

Urubici SC - inicio da Serra do Corvo Branco onde tem o maior corte em rocha do Brasil

Na SC 439, estrada que liga Urubici à Grão Pará pela Serra Geral, distante 30 km do centro, a estrada cruza um portal com paredões de 90m de altura! É o maior corte em rocha no Brasil. Mas apenas 600 metros da Serra é pavimentada. Estrada é bem sinuosa e tem curvas perigosas, muitas vezes beirando precipícios, portanto não recomendamos descer ou subir a serra com veículos de grande porte principalmente em épocas de chuvas.

No inicio da Serra, tem um mirante que rende algumas belas imagens.

A Serra tem esse nome porque na época havia naquela região, uma grande quantidade de Urubu-Rei, que tem uma plumagem branca com detalhes coloridos. Os colonos achavam que era um corvo, dai o nome Corvo Branco.

Urubici SC - Serra do Corvo BrancoUrubici SC - Serra do Corvo Branco

O sol baixo do fim de tarde e o frio aumentando nos convenceram que já era hora de voltar.

Nos demos conta de que tinhamos um problemão pra resolver. A fome!

“Aqui trabalha a minha família para servir a sua”. Esses são os dizeres que encontramos na parece do Restaurante Vale da Neblina. Um restaurante bem agradável, ambiente simples e aconchegante. Seu Carlito, proprietário, vai a todas as mesas conversar, contar algumas histórias e oferecer comes e bebes da região para que os clientes experimentem.

Pedimos uma sugestão para o jantar e ele nos recomendou o Entreveiro, prato típico da região que leva pinhão, aipin, cebola, pimentão, tomate, carne bovina, carne suína tipo frescal e linguiça calabresa, tudo na chapa – e acompanha farofa temperada e pão.

Uma delícia e, dizem por ai, que é o melhor Entreveiro de Urubici. No cardápio diz que o prato é para duas pessoas, mas serve bem três ou até quatro pessoas.

Depois de super bem alimentados, e de uma prosa bem boa com seu Carlito, fomos para a Pousada Pedra Preta para uma boa noite de sono.

[box type=”info_box” style=”box_light_gray”]
Urubcici SC - Pousada Fazenda Pedra PretaPousada Fazenda Pedra Preta
Rod. SC-430, km 43 (Rod. Urubici-São Joaquim, a 15km do centro)
(49) 9128 7778 e (49) 9133 6311 – fazendapedrapreta@yahoo.com.br
www.pousadapedrapreta.com.br

Restaurante Vale da Neblina
Atende de 12h de quinta até 12h de domingo
Rod. SC 430 – KM 35 – (49) 9923 1064

—————–

Veja aqui mais dicas de passeios, hospedagens e restaurantes em Urubici

[/box]

Similar posts

4 Comments

  1. Heinrich Frank's Gravatar Heinrich Frank
    23 de maio de 2010    

    A “Caverna Rio dos Bugres ” é um conjunto de paleotocas – tocas cavadas por mamíferos de grande porte da megafauna Cenaozóica. Traduzindo: tatus gigantes que não existem mais hoje em dia. Os índios devem ter reocupado as paleotocas – com o frio que faz em Urubici, eu faria o mesmo.

    • Marcela's Gravatar Marcela
      21 de janeiro de 2011    

      Gente, por favor, sempre que possível coloquem as coordenadas de longitude e latitude para que fique mais fácil encontrar os pontos de atração. 🙂
      Obrigada.

      • CasalMALY's Gravatar CasalMALY
        24 de janeiro de 2011    

        Oi Marcela,
        Obrigada por sua sugestão. Vamos acatar 😉
        Recomendo também que vc procure se informar no ponto de informações turísticas de Urubici. Eles estão bem preparados para atender os turistas com as informações dos atrativos, hospedagens e serviços oferecidos por lá 😉

  2. Adriano Cadore Muniz's Gravatar Adriano Cadore Muniz
    25 de fevereiro de 2016    

    Faltou a mesma divulgação das cavernas da Localidade de Macacos em Lages-Sc. Que é maior em extensão, número de galerias e diâmetro de entrada. Há quem diga que também era Paleontocas, outros refúgio dos jesuítas ou comunidade de Bugres. Enfim vale o passeio. Também em propriedade particular. Tenho fotos e vídeos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *