Saiu nesse último domingo no Fantástico uma matéria subre Alex e Lisa, um casal de ingleses que vendeu tudo, comprou um motorhome e saiu viajando o mundo.

São poucos os que têm essa coragem, mas até que hoje em dia esse tipo de notícia já é vista com mais frequência. O que chama a atenção no caso deles, é a forma que escolheram para conhecer os costumes de cada país: Eles se casam a cada pais que visitam, conforme as tradições do lugar.

Daí penso: O que será que move as pessoas a ter a coragem de se desprender de amarras, invisíveis na verdade, para realmente viver aquilo que acreditam ser uma verdadeira VIDA?

Nossos amigos Robert Ager e Grace Downey, ele inglês e ela brasileira, em 2002 deixaram São Paulo para trás e partiram com seu Land Rover mundo afora numa expedição chamada “Challenging Your Dreams” (Desafiando Seus Sonhos). A viagem durou três anos e sete meses e virou um livro.

Mas quando aparece a coragem?

Queríamos mudar, explorar o mundo ao vivo e a cores e já estávamos com vontade de sair do emprego onde estávamos. Foi em uma viagem aos Lençóis Maranhenses durante um feriado que tomamos a decisão e definimos a data de partida! Brindamos e falamos “Saímos daqui 6 meses!” E assim nossa vida mudou para sempre.” – respondeu Robert .

E eles não pararam por ai. Em 2009 partiram para a realização de um novo projeto: Challenging Your Dreams – Brasil por Terra. Uma aventura que levou quase um ano percorrendo o Brasil fora da rota comum das principais atrações turísticas. Agora só estamos esperando o novo livro 😉

O casal Michelle Francine Weiss e Roy Rudnick saiu da pequena São Bento do Sul/RS e rodou o Mundo por Terra. Foram 1.033 dias, 50.692 fotos, 5 continentes, 60 países, 160.733 km dirigidos, 4 pneus furados e um livro que relata uma experiência de vida sem igual. E tudo isso graças a um desconhecido que, durante uma conversa com Roy sobre o desejo de realizar esse sonho, disse: “O que??? Daqui a dez anos??? Em dez anos você terá filhos, uma posição de maior responsabilidade na empresa… Se você quiser realizar seu sonho, que é dar uma volta ao mundo, vá já, não espere mais!!!”. 

O arquiteto, jornalista e fotógrafo Eduardo Issa também foi picado pelo bichinho da estrada e já realizou duas grandes viagens: A Expedição Parques Nacionais, que aconteceu entre 2003 e 2009 documentando os 62 Parques Nacionais, percorrendo mais de 250 mil km, mais de 100 horas de sobrevoos, captando imagens e histórias. E a outra, que terminou agora, julho de 2012, denominada  Travessia das Américas, onde com sua companheira Letícia, já percorreu 70 mil km de estradas desde que deixaram a cidade natal, Guaratinguetá, até Fairbanks, no coração do Alaska.

“Ao longo do caminho cruzamos 19 países, passamos por momentos felizes, complicados, tensos, divertidos mas sempre aprendemos novas lições.” – Contou Issa, que alimentou esse sonho por 10 anos e agora teve a chance de realizar. Agora, estão ainda na estrada descobrindo novas paisagens no caminho de volta para casa.

Num caminho parecido, os também arquitetos Leonardo Pinheiro e Daniele Pinna sempre teveram o desejo de botar o pé na estrada numa viagem inesquecível.
“Queríamos mergulhar num mundo real, vivenciar ao vivo tudo que já tínhamos lido e visto, o estresse e rotina determinaram que nossa hora tinha chegado então marcamos um data e metemos o pé na estrada em busca de novos ares!” – Contou Daniele que, junto com Leonardo, estavam cansados do stress da rotina de trabalho e trânsito de mais de 5 horas todos os dias.

E foi assim que em fevereiro de 2011 partiram de Niterói/RJ na Expedição Infinita Highway à bordo de um Troller T4 rumo aos extremos do continente americano – de Ushuaia Argentina até o Alaska nos EUA.

Além do desejo de desbravar o mundo, de conhecer novos ares, usos e costumes, há também os que se motivam pela filantropia, como o casal Inês Calixto e Franco Hoff que embarcou na nossa saudosa Alice – a KombiHome – e saiu Brasil a dentro num projeto de Contação de Histórias e Oficinas de Fotografia para crianças carentes. Na estrada desde maio de 2010, eles percorreram 60 mil quilômetros no interior do Brasil, sempre escolhendo as piores estradas e os lugares mais afastados. Foram 400 municípios, 21 estados, 100 oficinas de fotografia, com participação de mais de 2000 crianças, pequenas exposições de fotos nas comunidades e escolas carentes e uma grande exposição fotográfica chamada “Brasil de Dentro”, apresentada na Galeria Ímã, em São Paulo.

No nosso caso, o que nos move é o desejo de conhecer o novo, de compartilhar experiências e sempre estar próximo de uma vida mais saudável, mais plena. Proporcionar ao nosso filho a interação com pessoas de outras etnias, novas culturas, modos de viver e fazer diferentes das dele e ensinar a respeitar essas diferenças, descobrindo novas possibilidades, sempre juntos, sempre em família, realizados nessa Vida de Viajante.

E você? o que te move?