Vivências e dicas de uma família que adora uma viagem ;)!

Voos de balão pelos céus do interior de São Paulo

Quem não ficou com vontade de voar de balão quando viu as primeiras imagens da novela Salve Jorge, que estreou esta semana na Rede Globo?

Ir às alturas, flutuando… seguindo junto com o vento, com suavidade. Nem rápido demais nem devagar demais, na velocidade certa para contemplar paisagens de um ângulo novo.

Sobre a Capadócia na Turquia, sobre o Vale do luar na França, sobre parques nacionais na África, Nova Zelândia e em muitos outros países, voar de balão é até mais comum.

Aqui no Brasil também se pode realizar esse sonho. Algumas empresas já oferecem passeios turísticos de balão e opções de mais adrenalina como as travessias de aventura.

E como em todas as áreas, quanto maior a procura, mais empresas aparecem do nada para oferecer o produto. No caso de uma empresa de balonismo, o quesito mais importante é o piloto. Saber quem será o piloto que te levará para voar é fundamental para sua segurança.

Pra se ter uma ideia de como esse esporte é levado a sério no exterior, um piloto de balão deve ter o mesmo número de horas de voo que um piloto de avião comercial para conseguir o brevê. Aqui no Brasil, o mesmo piloto de avião comercial precisa de 150 horas de voo e um piloto de balão, com apenas 16 horas de vôo, já pode ter brevê.

Dá pra imaginar colocar sua vida e da sua família em mãos inexperientes?

Mas como saber? Elementar caro leitor: Google 😉 Aliás, sempre que nós vamos contratar serviços de qualquer empresa ou profissional, nós pesquisamos no Google. Para obtermos os resultados sobre um profissional, digitamos o nome completo dele, entre aspas (para o Google não pegar outros nomes parecidos), para saber o que os outros dizem sobre ele. Afinal de contas, hoje em dia não dá pra confiar só no que cada um diz sobre si no próprio site né?

E foi pesquisando assim que nós encontramos a AirBrasil (www.balonismobrasil.com.br), empresa de balonismo que a 13 anos leva pessoas para ver o mundo lá das núvens.

O piloto é Feodor Nenov (47) – Duas vezes recordista Sul Americano em voos de altitude, participante de vários campeonatos nacionais e internacionais de balonismo, sobrevoou o maior vulcão do Japão – o Monte Fuji, sobrevoou o Monte Serrat – Espanha, comandou travessias de aventuras sobre a Serra Fina, Serra da Mantiqueira e Serra da Canastra,  fez travessias turísticas sobre o Parque Nacional Serra da Canastra, é piloto desde 1992 e tem mais de 1.400 horas de voo livre em comando de balão de ar quente.

Não por acaso foi escolhido para levar a equipe do Fantástico e do Globo Repórter (para a série Nos céus do Brasil) em matérias lindíssimas gravadas do Balão. Sendo assim, não poderíamos estar em melhores mãos.

Partimos para Águas de São Pedro/SP e fizemos um “reconhecimento”.

Como era uma grande novidade (e bota grande nisso), talvez nosso filho – de apenas 3 anos – ficasse meio amedrontado em ver mamãe ou papai subindo no balão. Ele ainda não poderia voar porque o recomendado é para crianças a partir de 6 anos. Então, nesse dia só observamos.

O passeio de Balão

No dia seguinte, bem cedinho, logo ao nascer do sol, nos encontramos com a equipe e assistimos novamente o balão sendo inflado. Primeiro com ar frio, depois com ar quente.  Tudo pronto, previsão do tempo e correntes de ar verificadas, prontos para o embarque… quem vai? Mamãe ou papai? Passe liberado para mamãe… e lá vou eu 🙂

Este balão da AirBrasil tem capacidade para levar um cesto que comporta 16 pessoas, confeccionado especialmente para isso. É o maior da América Latina.

O piloto Feodor nos dá todas as orientações e explica sobre como vai ser o voo, em que direção o vento vai nos levar e o que veremos pelo caminho.

Só percebi que estávamos subindo realmente quando olhamos para o chão, porque não se tem a sensação de subir como num elevador por exemplo, de tão suave que é. O que sentimos? EMOÇÃO – no sentido poético da palavra… Voar, somente voar, com o vento, pra onde ele levar.

Passamos por paisagens lindas, vimos a cidade por um novo ângulo, algumas vezes até ouvíamos as pessoas falando lá embaixo. Conforme a paisagem, o Feodor aumentava ou diminuia a altura do balão para que pudéssemos contemplar melhor as lindas paisagens.

Depois de quase uma hora flutuando, chega a hora do pouso. Suave, no meio de um pasto. A equipe de resgate logo chega, esvazia e recolhe o balão e, voilá! Uma bela mesa posta para o café da manhã, a sombra das árvores. Todos reunidos em volta do Feodor que nos conta suas aventuras. Histórias de pescador? ou de balonista?

E para finalizar, uma tradição centenária: um brinde com champagne para comemorar a façanha.

Depois a vam do resgate nos leva novamente para o ponto de encontro onde marido e filho me esperam ansiosos por saber como foi o voo de balão.

Sem dúvida, MA-RA-VI-LHO-SO! 😉

E você? ficou com vontade de voar de balão?

[box style=”” type=”info_box”]
AirBrasil Balonismo
www.balonismobrasil.com.br
www.facebook.com/AirBrasilBalonismo

(11) 2626 1323

Realiza voos turísticos nas cidades de Piracicaba, Águas de São Pedro e Brotas – interior de São Paulo. Faz voos promocionais para empresas e realiza travessias de aventura.

[/box]

No Comments Yet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *